Topo

Esporte


Arthur volta para casa mais maduro e sonha com 1º gol pela seleção

26/06/2019 22h17

Porto Alegre, 26 jun (EFE).- O meia Arthur voltará nesta quinta-feira à Arena do Grêmio, estádio onde deu os primeiros passos como profissional até se tornar ídolo da torcida do Tricolor Gaúcho, e espera que o retorno lhe traga sorte para marcar o primeiro gol com a camisa da seleção brasileira.

"Tite me cobra muito (o gol). Não aguento mais ouvi-lo pedindo para eu acertar a casinha", declarou o meia, entre risos, em entrevista coletiva concedida nesta quarta no palco da partida desta quinta contra o Paraguai, pelas quartas de final da Copa América.

A declaração foi uma resposta ao próprio técnico, que instantes antes o havia interrompido para pedir o que costuma pedir a todos os jogadores: "Acerta a casinha".

O jejum de gols de Arthur não envolve apenas jogos pelo Brasil. O jogador de 22 anos não marca desde maio do ano passado, na goleada do Grêmio sobre o Santos por 5 a 1, pelo Campeonato Brasileiro. O meia defendeu o Imortal desde a base, se profissionalizou em 2015 e foi negociado com o Barcelona no ano passado. Com a camisa tricolor, conquistou os títulos da Copa do Brasil e da Taça Libertadores.

"Acho que hoje realmente sou mais maduro. Estou mais experiente. O jogador sempre tem que buscar uma evolução, e é o que venho fazendo, trabalhando bastante", destacou o atleta do Barça, que se disse surpreso por ter sido o jogador que mais sofreu faltas na primeira fase da Copa América. "Acredito que seja pelo estilo de competição, com mais de contato", afirmou.

Arthur foi mais um a comentar o estado do gramado do estádio em Porto Alegre, muito criticado por outros jogadores e alguns treinadores. Em sua visão, esse é um fator que não deve ser tão levado em conta.

"De nada serve ficar pensando no campo e se esquecer de jogar futebol. Se estiver ruim, e não sei se vai estar, vai estar ruim para eles também. Acho que é uma questão de se concentrar e buscar o melhor resultado", minimizou. EFE

Esporte