PUBLICIDADE
Topo

Esporte

Maradona critica Scaloni: 'Pode ir ao mundial de motos, não de futebol'

O Dorados de Sinaloa, equipe que Maradona dirige, briga por uma vaga nas finais da segunda divisão mexicana - Refugio Ruiz/Getty Iamges
O Dorados de Sinaloa, equipe que Maradona dirige, briga por uma vaga nas finais da segunda divisão mexicana Imagem: Refugio Ruiz/Getty Iamges

22/11/2018 13h26

Culiacán (México), 22 nov (EFE).- O argentino Diego Maradona, atual técnico do Dorados, que disputa a segunda divisão do Campeonato Mexicano, criticou nesta quinta-feira a escolha por Lionel Scaloni para comandar de maneira interina a seleção da Argentina.

"Joguei como (Gerardo) Martino no Newell's Old Boys, e é uma grande pessoa. Agora, falam dele no México, e nós temos o rapaz Lionel Scaloni, que não tem culpa de estar ali. O problema é que se acha técnico e quer ir ao Mundial. Pode ir, mas, ao Mundial de Motovelocidade. De futebol, não", garantiu 'El Pibe'.

"Estamos tão mal, que não aprendemos como mudar, tendo César Luis Menotti, Ricardo Gareca, Gustavo Alfaro, Marcelo Gallardo, Guillermo Barros Schelotto. Temos um monte de técnicos bons, e Scaloni está lá. Nós, argentinos, vivemos um mundo ao contrário", completou o ídolo.

Com apenas 40 anos, Scaloni trabalhou na base do Mallorca, da Espanha, clube que defendeu entre 2008 e 2009, e depois foi contratado pelo Sevilla, do técnico Jorge Sampaoli, que o levou para a seleção argentina como olheiro de adversários.

Depois da queda do comandante na Copa do Mundo, Scaloni assumiu a seleção sub-20, junto com Pablo Aimar, mas, acabou sendo apontado dias depois como treinador interino. Em seis amistosos sob o comando do jovem técnico, foram quatro vitórias, um empate e uma derrota, para o Brasil, em outubro.

Esporte