PUBLICIDADE
Topo

Esporte

Holanda empata com Alemanha, avança e despacha França da "Liga das Viradas"

19/11/2018 20h02

Redação Central, 19 nov (EFE).- Em mais uma reviravolta na rodada final da Liga das Nações, a Holanda arrancou um empate com a Alemanha em 2 a 2, fora de casa, com gols marcados no fim do segundo tempo, e se classificou à fase final, além de despachar a França, atual campeã mundial e que também integrava o grupo 1.

Já rebaixados por antecipação e sem terem vencido um jogo sequer no novo torneio da Uefa, os anfitriões começaram bem a primeira etapa. Os atacantes Timo Werner e Leroy Sané balançaram a rede aos 9 e aos 20 minutos, respectivamente.

A reação 'oranje' veio só na reta final do duelo, primeiro com o meia-atacante Quincy Promes, que marcou aos 40 do segundo tempo. Já nos acréscimos, o zagueiro Virgil van Dijk, que já vinha atuando como centroavante, em busca desesperada pelo gol, alcançou a igualdade do placar.

Com o resultado, a Holanda chegou a sete pontos, igualando assim a pontuação da França. A vaga veio pelo melhor desempenho no confronto direito, que é o primeiro critério de desempate, já que perdeu por 2 a 1 fora de casa, mas venceu por 2 a 0 dentro de seus domínios.

A Alemanha, que chegou a dois pontos, agora torce para a Polônia perder para os portugueses amanhã, o que asseguraria o direito de ser cabeça de chave nas Eliminatórias para a Eurocopa - estarão no pote 1 do sorteio da competição as dez seleções de melhor campanha na elite da Liga das Nações.

A reviravolta na chave, que tinha a França se classificando até os instantes finais, foi mais uma na rodada final da Liga das Nações. Ontem, a Inglaterra venceu de virada a Croácia por 2 a 1, no Estádio de Wembley, e acabou eliminando a Espanha, em jogo que teve placares parciais que colocaram as três seleções na fase final, momentaneamente.

Além disso, a Suíça garantiu classificação neste domingo ao superar a Bélgica por 5 a 2, isso depois de estar perdendo por 2 a 0, no início do primeiro tempo, para adversário que tinha a vantagem de poder ser derrotado por 3 a 2.

A única que não sofreu para avançar foi Portugal, que sediará a fase final. A seleção campeã europeia carimbou o passaporte para às semifinais, com uma rodada de antecedência, ao empatar com a Itália em 0 a 0, no estádio San Siro, no último sábado.

No grupo 1 da segunda divisão, República Tcheca e Eslováquia fizeram duelo direito para definir quem escaparia do rebaixamento, em Praga. Os anfitriões levaram a melhor por 1 a 0, graças a gol do Patrik Schick, anotado aos 32 do primeiro tempo, e decretaram a queda do adversário.

No grupo 4, a Dinamarca, que já havia garantido o acesso à elite por antecipação, empatou com a Irlanda, que descenderá ao terceiro nível da Liga das Nações na próxima edição, em 0 a 0, em jogo disputado em Aarhus.

Na Liga C, a Noruega garantiu a liderança do grupo 3, ao vencer o Chipre por 2 a 0, fora de casa. O herói do acesso foi o atacante Ola Kamara, que marcou duas vezes. No outro jogo da chave, a Bulgária, que ainda tinha chance de classificação, empatou com a rebaixada Eslovênia em 1 a 1.

No grupo 4 da quarta divisão, a Macedônia goleou Gibraltar por 4 a 0, em seus domínios, e garantiu acesso. A Armênia, que entrou na rodada sonhando em subir, só empatou com Liechtenstein em 2 a 2, na casa do adversário. No grupo 2, já tendo subido por antecedência, a Geórgia bateu o Cazaquistão por 2 a 1, enquanto Andorra e Letônia empataram sem gols.

Esporte