PUBLICIDADE
Topo

Esporte

Dana White revela planos de buscar talentos do MMA na região árabe

Ag. Fight

Ag. Fight

30/09/2020 06h00

O UFC está em sua segunda temporada na 'Ilha da Luta' em Abu Dhabi (EAU), e o mercado de MMA na região árabe cresce a cada dia. Além da movimentação financeira, os eventos promovidos na Ilha de Yas dão destaque para lutadores locais, que conseguem contratos com a maior organização do mundo.

Na primeira temporada de eventos na 'Ilha da Luta', o UFC assinou contrato com Ali Alqaisi, da Jordânia e Mounir Lazzez, da Tunísia, o primeiro lutador nascido e criado em um país árabe a entrar para o elenco da organização. Dana White afirmou que se não fosse pela pandemia de coronavírus, ele já estaria procurando talentos em show locais, como o UAE Warriors, que teve uma edição no mesmo final de semana do UFC 253.

"Esta está se tornando a capital mundial da luta. Não apenas com as maiores lutas do mundo acontecendo aqui, mas agora o talento está começando a aparecer aqui, e acho que você verá isso nos próximos seis, sete anos. Na verdade, se toda essa loucura não estivesse acontecendo e não estivéssemos na zona de segurança aqui na bolha, eu estaria naquela luta. Vamos acabar fazendo 'Looking for a Fight' com eles em breve", disse o cartola em entrevista ao UFC Arabia.

A segunda temporada da 'Ilha da Luta' conta com cinco edições, com previsão de término no dia 24 de outubro, no UFC 254, que tem a luta Khabib Nurmagomedov vs Justin Gaethje, válida pelo título dos pesos-leves (70 kg), como atração principal. O presidente da entidade ainda revelou que pretende fazer grandes shows em Abu Dhabi todos os anos, ressaltando as qualidades do local.

"As maiores lutas do mundo estão acontecendo em Abu Dhabi, então adoramos estar aqui. As pessoas nos tratam de forma inacreditável, a infraestrutura aqui é incrível, hotéis bonitos, ótimos restaurantes, piscinas, o mar.  Quando você marca lutas, você quer um destino que as pessoas queiram vir e conferir. Não tenho dúvidas de que assim que o mundo voltar ao normal, seja qual for a nova normalidade quando isso acontecer, Abu Dhabi vai ser um destino que as pessoas querem viajar de todo o mundo para vir ver as lutas", completou.

Esporte