PUBLICIDADE
Topo

Covington provoca Woodley após derrota para 'Durinho': "Sabia que estava acabado"

Ag. Fight

Ag. Fight

04/06/2020 07h00

Colby Covington é conhecido por suas declarações polêmicas - Rigel Salazar

Como era de se esperar, não demorou muito para que Colby Covington comentasse sobre a derrota de Tyron Woodley, um de seus desafetos, para Gilbert 'Durinho', na luta principal do UFC Las Vegas, realizado no último sábado (30). Ao 'Submission Radio', o falastrão afirmou que o ex-campeão dos meio-médios (77 kg) está acabado para o esporte e já deveria ter se aposentado.

Ex-companheiros de treino na 'American Top Team', os dois lutadores estiveram próximos de se enfrentar em algumas oportunidades - especialmente quando Woodley era o dono do cinturão linear dos meio-médios e Covington era o campeão interino -, mas o duelo nunca se materializou. E, de acordo com Colby, essa possibilidade já não existe mais, uma vez que considera que o rival não tenha mais nada a oferecer dentro do octógono.

"Eu sabia que Woodley estava acabado. Sabia que ele estava aparecendo apenas para receber seu salário. Vocês viram isso na sua última luta contra 'Marty Fakenewsman' (Kamaru Usman), que não tem mais nada dentro dele. O cara está velho. Ele não deveria estar lutando mais. Mas isso é o triste sobre esse negócio. Esses caras precisam continuar lutando e recebendo suas bolsas, mesmo quando estão velhos e em andadores, porque eles não sabem administrar o dinheiro da maneira correta", provocou Colby, antes de admitir que não tem mais interesse em enfrentar Woodley.

"Sim, na minha opinião, a vida seguiu. É uma m***. Eu construí essa luta por três ou quatro anos. Estava implorando para lutar com esse cara com cinco dias de antecedência, porque eu sabia que ele estava acabado, e ele nunca quis lutar comigo. Até quando ele era o campeão, e eu tinha o título interino, ele estava implorando para lutar contra pesos-leves. (...) Ele fugiu de mim durante toda sua carreira", finalizou.

Aos 38 anos de idade, Tyron Woodley engatou a primeira sequência de derrotas em sua carreira com o resultado negativo do último sábado. Por sua vez, Colby Covington também vem de revés sofrido em sua última luta, quando foi superado por Kamaru Usman, em duelo válido pelo cinturão dos meio-médios, no UFC 245, em dezembro do ano passado.

Esporte