Topo

Esporte


Jeremy Stephens pede chance pelo cinturão 'BMF' do UFC

Ag. Fight

17/10/2019 13h25

Às vésperas de sua luta contra Yair Rodriguez, que acontece nesta sexta-feira (18), pelo co-main event do UFC Boston, Jeremy Stephens demonstrou estar de olho também em outro combate importante, marcado para acontecer no próximo dia 2 de novembro, em Nova York (EUA). Em conversa com a imprensa durante o media day, o peso-pena (66 kg) comentou sobre o duelo entre Jorge Masvidal e Nate Diaz - que premiará o vencedor com o título de 'BMF' (algo como 'maior casca grossa do mundo') - e se colocou à disposição para brigar pelo título no futuro.

Dois lutadores com longa carreira no Ultimate, Diaz e Masvidal se enfrentam na luta principal do UFC Nova York, em combate válido pelos meio-médios (77 kg). De personalidade forte e com estigma de possuírem a famosa 'credibilidade das ruas', os atletas foram premiados com a disputa de um cinturão, criado especialmente para eles, a ser entregue ao vencedor do duelo. Contente pela valorização dos colegas, Stephens fez questão de se colocar no mesmo patamar e pedir para ser incluído em uma possível futura luta pelo título de 'BMF', mesmo que precise subir de categoria para disputá-lo.

"Você tem que me colocar nessa ***. Sério! Eu lutaria até 70 kg, 77 kg (por esse título). Eu treinei com Masvidal, ótimo cara. Um dos meus mentores treinou com Diaz, vendo ele em seu início eu achava que íamos lutar até 70 kg. Mas eu adoro ver isso, os caras conseguindo o dinheiro deles. Eles vêm lutando há 16, 17 anos. Eu tenho lutado desde os 16 anos, e profissionalmente desde os meus 18 anos, é tipo 17 anos nesse jogo. Estou entre os melhores, lutei contra os melhores, lutei contra assassinos. Você pode me botar nessa corrida pelo título de 'BMF'", declarou Stephens, de acordo com o site 'MMA Fighting'.

Antes de se preocupar com uma possível disputa pelo título 'BMF', o americano tem a chance de resolver suas desavenças com Yair Rodriguez nesta sexta-feira (18), pelo co-main event do UFC Boston. Os atletas se encontraram pela primeira vez no UFC México - realizado no dia 21 de setembro deste ano -, mas uma dedada no olho sofrida por Stephens com apenas 15 segundos de luta fez o combate ser interrompido e declarado como sem resultado (no contest). Fato que desencadeou em uma troca de provocações e acusações de ambos os lados.

Esporte