PUBLICIDADE
Topo

Esporte

Anderson rebate futuro adversário sobre ser seu 'clone': "Precisa ser versão melhorada dele mesmo"

Ag. Fight

23/01/2019 12h31

Faltam menos de 20 dias para o retorno de Anderson Silva ao octógono do UFC, e o brasileiro está em sua fase final de preparação. Na última terça-feira (22), o ex-campeão peso-médio (84 kg) reuniu jornalistas em sua academia nos Estados Unidos, a Spider Kick, e rebateu seu adversário, Israel Adesanya, sobre as declarações de que seria um 'clone melhorado' do veterano.

Adesanya, kickboxer de formação, tem na luta em pé sua principal arma. O nigeriano de 29 anos também costuma usar a guarda baixa para provocar oponentes e atrai-los aos seus contra-ataques - como Anderson fez durante grande parte da carreira. Israel, inclusive, declarou que sempre se inspirou no brasileiro. Apesar de tantas coincidências, Silva disse que o 'Stylebender' precisa se concentrar em si mesmo.

"Quando eu falava sobre lutar com meu clone, eu falava porque era engraçado: 'Acho que agora é hora de lutar contra meu clone'. Era para que eu não falasse sobre meu próximo adversário. E isso cresceu. Acho que Israel é um grande lutador, mas não é mais clone. Não é uma versão melhorada de mim. Acho que Israel precisa buscar ser uma versão melhorada dele mesmo. Eu nunca tentei ser uma versão melhorada de outros lutadores. Eu busquei melhorar minha mente e ser uma melhor versão de mim. E eu tenho três clones em casa: Kalyl, Gabriel e João", falou, referindo-se aos seus filhos.

"Neste ponto da minha carreira, eu simplesmente tento fazer o meu melhor, não para ninguém, mas para mim. Não tenho nada a falar sobre Israel, exceto que ele é jovem, é talentoso e um grande desafio para mim", declarou, em outro ponto da entrevista.

Anderson e Adesanya farão a luta coprincipal do UFC 234, que será realizado em 9 de fevereiro, na cidade de Melbourne (AUS). A grande atração do evento será a disputa do cinturão peso-médio (84 kg), entre o campeão, Robert Whittaker, e Kelvin Gastelum.

Esporte