PUBLICIDADE
Topo

Esporte

Mulher detalha como rival de Pacquiao a beijou à força em boate americana

Ag. Fight

14/01/2019 14h25

Adrien Broner está escalado para enfrentar Manny Pacquiao no próximo sábado (19), em Las Vegas (EUA), mas as recentes acusações de abuso sexual que envolvem o boxeador americano dividem os holofotes com a sua preparação para o combate. Em um dos processos que o pugilista responde, uma mulher teria sido assediada em uma boate na cidade americana de Cleveland, em junho de 2018. E o site 'TMZ Sports' conseguiu detalhes do caso, através de uma gravação do depoimento da suposta vítima à polícia.

De acordo com a mulher, ela estava na área VIP do local quando o boxeador teria sentado no sofá e a agarrado: "Foi tudo de repente. Eu estava deitada de costas. (...) Ele ficava me dizendo para calar a boca e beijá-lo", narrou. Ela ainda acrescentou que sentiu o seu espaço invadido: "Eu não dou a mínima para quem você é. Levo o meu espaço pessoal muito a sério", contou, em conversa com a polícia. As acusações podem levá-lo à sentença de até cinco anos de prisão.

Aos 29 anos, Adrien Broner - que nunca foi nocauteado na carreira profissional - somou até agora 33 vitórias, três derrotas e um empate em seu cartel no boxe. Já Manny Pacquiao, 11 anos mais velho, acumula um histórico de 60 triunfos, sete reveses e dois empates como pugilista. O atleta filipino colocará em jogo o cinturão meio-médio (66,7 kg) da Associação Mundial de Boxe (WBA) no evento do próximo sábado, na MGM Grand Garden Arena.

Esporte