PUBLICIDADE
Topo

Esporte

Tiger Woods tem hastes e parafusos colocados na perna após fraturas em acidente

O diretor médico do Harbor-UCLA Medical Center, Anish Mahajan, informou que as fraturas na perna e no tornozelo direitos do golfista Tiger Woods tiveram que ser estabilizadas com a inserção de hastes e uma combinação de parafusos e pregos. O atleta sofreu, ontem, um grave acidente de carro na Califórnia.

De acordo com um comunicado publicado na conta de Woods no Twitter, o golfista passou por uma "longa intervenção cirúrgica" de emergência por "lesões importantes" na parte inferior da perna e no tornozelo direitos.

Segundo Mahajan, o atleta sofreu fraturas expostas na parte superior e inferior da tíbia e fíbula e lesões adicionais nos ossos do pé e tornozelo.

Ainda segundo a nota, o golfista "está acordado, receptivo e se recuperando no quarto do hospital" após passar pela cirurgia.

As causas do acidente serão investigadas nos próximos dias, informou o xerife de Los Angeles, Alex Villanueva.

O acidente

Tiger Woods foi hospitalizado após sofrer um grave acidente de carro em Los Angeles, Califórnia. Segundo informações da polícia local, Woods era o único ocupante do veículo, que ficou destruído. O Corpo de Bombeiros precisou utilizar ferramentas especiais de resgate para tirar o jogador de golfe de dentro do carro.

Imagens aéreas do local do acidente mostram o veículo a cerca de 30 metros da estrada. Fontes da polícia revelaram ao jornal Los Angeles Times que Woods estava viajando em alta velocidade quando perdeu o controle do veículo. O SUV teria rodado na pista várias vezes antes de capotar.

Em um comunicado, o agente de Woods, Mark Steinberg, confirmou que ele passaria por uma cirurgia. "Tiger Woods sofreu um acidente de carro esta manhã na Califórnia, e teve lesões múltiplas nas pernas", disse ao site 'Golf Digest'. "Ele está atualmente em cirurgia. Agradecemos a privacidade e o apoio", completou.

Lenda do golfe e polêmico

Um dos maiores nomes da história do golfe, Tiger Woods iniciou a carreira profissional em 1996. O americano venceu cinco vezes o Masters Tournament, um dos quatro principais campeonatos de golfe profissional chamados de Major. Ele ainda faturou três vezes o US Open, quatro vezes o PGA Championship e três vezes o British Open.

Ele viveu o auge da carreira no começo dos anos 2000, e chegou a ser o número 1 do mundo por 683 semanas. Fora dos campos de golfe, ele foi um dos maiores garotos-propaganda do esporte, mas viu a condição ser abalada após uma série de escândalos na vida pessoal: traições, lesões, depressão e confusões fora dos campos que tomaram as manchetes.

Em 2019, depois de 11 anos, ele voltou ao pódio com a conquista do Masters de Augusta. O último título havia sido em 2008, quando levou o U.S Open.

Errata: o texto foi atualizado
Diferentemente do que foi informado no texto, o nome do xerife de Los Angeles é Alex Villanueva, e não Alex Billanueva. O erro foi corrigido.

Esporte