Topo

Esporte


Brasil tem dois gols anulados pelo VAR e só empata com a Venezuela

19/06/2019 00h42

Salvador, 19 Jun 2019 (AFP) - O Brasil não conseguiu sair do empate em 0 a 0 com a Venezuela nesta terça-feira na Fonte Nova, em Salvador, e com o resultado não garantiu sua vaga antecipada nas quartas de final da Copa América.

O VAR acabou sendo protagonista da noite já que por meio dele foram anulados dois gols da seleção brasileira: um de Gabriel Jesus, aos 15 minutos do segundo tempo e outro de Philippe Coutinho, aos 41, ambos por impedimento de Roberto Firmino.

Com este resultado, Brasil lidera com os mesmos quatro pontos do Peru, que mais cedo venceu a Bolívia por 3 a 1 no Maracanã na primeira partida da segunda rodada da chave. A Venezuela é terceira com 2 e a Bolívia é quarta, sem pontos.

A terceira e última rodada do Grupo A será disputada no sábado com os confrontos entre Brasil e Peru em São Paulo e Bolívia e Venezuela em Belo Horizonte, ambos às 16h (no horário de Brasília).

- Brasil esbarra na retranca -No início da partida o Brasil deu de cara com uma defesa venezuelana bem montada com quatro homens e forte presença no meio de campo. A Vinotinto se mostrou compacta entre as linhas e sem deixar muitos espaços.

Aos 14 minutos, David Neres recebeu na esquerda e chutou forte mas a bola foi para fora. Dois minutos depois Richarlison bateu forte rasteiro e o goleiro Wuílker Fariñez fez uma boa defesa espalmando para escanteio.

A Venezuela respondeu logo em seguida, com uma cabeçada perigosíssima de Salomón Rondón que passou raspando a trave direita de Alisson.

Aos 35 minutos, o atacante Roberto Firmino chegou a chutar a bola para o fundo das redes venezuelanas após receber um cruzamento de Daniel Alves, mas o juiz anulou, marcando falta de Firmino, sem precisar consultar o VAR.

O Brasil teve mais a posse de bola e cercou a área da Venezuela, mas não conseguiu furar a retranca adversária.

- VAR entra em cena -A tônica da partida mudou no segundo tempo com a entrada do atacante Gabriel Jesus no lugar de um apagado Richarlison.

O jogador do Manchester City deu mais mobilidade e opções ao ataque da seleção, e nessa dinâmica foram crescendo Coutinho, também tímido no primeiro tempo, e Firmino, que até então havia sido envolvido pela marcação venezuelana.

Apressado, o Brasil começou a criar chances e o protagonista delas foi Gabriel Jesus.

O atacante tentou um chute colocado mas a bola passou perto da trave esquerda aos 11 minutos. Pouco depois, foi a vez do VAR fazer sua primeira aparição após um passe de Firmino, em impedimento, para Jesus na área.

Gabriel Jesus ainda tentou desviar um cruzamento mas a bola foi fraca nas mãos do goleiro da Venezuela.

O técnico Tite fez mais uma substituição, colocando Everton no lugar de David Neres. O atacante do Grêmio mostrou habilidade pela esquerda e de seus dribles saiu a bela jogada que terminou em um gol de Coutinho aos 41 minutos. Mas o VAR estava lá para estragar a festa brasileira na Arena Fonte Nova e mais uma vez o gol foi anulado.

O Brasil partiu com tudo nos últimos minutos e esteve perto de marcar com uma cabeçada de Fernandinho que foi desviada nos acréscimos.

Mas era tarde e a seleção brasileira saiu de campo vaiada, com direito até a 'olé' para a Venezuela que vem ganhando cada vez mais respeito no futebol.

Jogos e classificação do Grupo A da Copa América 2019:

- Terça-feira:

Bolívia - Peru 1 - 3

Brasil - Venezuela 0 - 0

Classificação: Pts J V E D Gp Gc SG

1. Brasil 4 2 1 1 0 3 0 3

2. Peru 4 2 1 1 0 3 1 2

3. Venezuela 2 2 0 2 0 0 0 0

4. Bolívia 0 2 0 0 2 1 6 -5

./bds/cl/mcd/aam

Mais Esporte