PUBLICIDADE
Topo

Vôlei

Tifanny mostra apoio a Tandara após suspensão por doping: 'Força, amiga'

Tifanny, ponteira do Osasco, saiu em defesa de Tandara Caixeta - Reprodução/Instagram
Tifanny, ponteira do Osasco, saiu em defesa de Tandara Caixeta Imagem: Reprodução/Instagram

Do UOL, em São Paulo

24/05/2022 11h55

A ponteira Tifanny, do Osasco, mostrou apoio a Tandara Caixeta, oposta da seleção brasileira de vôlei, que recebeu quatro anos de suspensão após ser pega no doping.

Tifanny compartilhou uma publicação de Tandara em que ela se defende e alega ser inocente. "Força, amiga. Eu acredito em você", escreveu a jogadora do Osasco.

No julgamento de ontem, Tandara não apresentou provas de que suplementos consumidos por ela estavam contaminados com Ostarina, uma substância cuja venda é proibida no Brasil. Já nas redes sociais, ela afirmou que vai recorrer da decisão.

Tandara testou positivo para a Ostarina em um exame surpresa realizado nas jogadoras da seleção brasileira em 7 de julho do ano passado, quando elas voltaram a treinar depois de alguns dias de folga após a Liga das Nações.

Declaração polêmica de Tandara

Esta não foi a primeira vez que Tifanny saiu em defesa de Tandara. Em outubro do ano passado, a ponteira, primeira mulher trans a disputar a Superliga, defendeu a colega mesmo após a oposta se posicionar contra a presença de atletas transexuais no vôlei feminino.

"Ela (Tandara) me ligou depois novamente e eu falei para ela: 'Amiga, fica tranquila'. Eu sou uma pessoa muito evoluída de coração. Eu acho que estou aqui hoje pois eu tenho esse coração imenso e eu sei entender as pessoas. Eu acho que ela errou nas palavras, mas as pessoas pegaram somente essa parte. Não pegaram a parte que ela fez de tudo para que eu fosse contratada, não pegaram a parte que ela ligou para mim", disse Tifanny, ao SporTV.

Em 2018, Tandara emitiu comentários contra a presença de Tifanny no vôlei. Mais de três anos depois, a oposta afirmou ter o mesmo pensamento sobre o tema.

"Primeiramente, eu vou deixar bem claro que eu respeito a Tifanny, nós nos comunicamos, nós nos falamos sempre, eu tenho um respeito muito grande por ela, sabe? Eu sei das lutas dela como ser humano, enfim. Eu acredito muito que cada um tem que ocupar o seu espaço, mesmo, e tem que brigar por isso. Em 2018, eu dei uma entrevista, inclusive eu estava aqui em Osasco, quando eu disse que não concordava. E realmente essa minha opinião não muda, porque eu acredito de verdade que não seja justo", declarou Tandara ao podcast Oz Pod.

Vôlei