PUBLICIDADE
Topo

Fórmula 1

Hamilton não está confortável na Arábia Saudita: 'Não escolhi estar aqui'

Lewis Hamilton irá usar novamente o capacete em homenagem à causa LGBTQIA+ - Mercedes
Lewis Hamilton irá usar novamente o capacete em homenagem à causa LGBTQIA+ Imagem: Mercedes

Do UOL, em São Paulo

02/12/2021 15h42

Lewis Hamilton declarou não estar confortável em correr o Grande Prêmio da Arábia Saudita. Em coletiva antes da corrida deste domingo (5), o piloto inglês criticou a postura do país em relação aos direitos humanos e a falta de liberdade para pessoas LGBTQIA+.

"Se me sinto confortável de estar aqui? Sendo honesto, não. Mas não escolhei estar aqui. O esporte foi quem escolheu", disse Hamilton, que ainda reforçou sua posição pró direitos humanos: "Mesmo assim, enquanto estiver aqui é importante tentar conscientizar as pessoas".

Esse será o primeiro GP realizado na Arábia Saudita. A FIA vem sendo criticada por escolher o país para receber as corridas de Fórmula 1 e acusada de praticar o chamado sportswahsing, que é quando o esporte é usado para tentar limpar a imagem de um lugar frente à sociedade. O país do Oriente Médio é um dos territórios em que a homossexualidade, o feminismo e o ateísmo são considerados crimes.

Hamilton planeja usar o capacete com as cores da bandeira LGBTQIA+ no domingo, repetindo o gesto do GP do Qatar. Ao ser perguntado sobre os avanços nas leis do país, como a permissão de que mulheres possam dirigir, o piloto questionou: "Elas podem dirigir desde 2018. Mas, realmente tem permissão? Por que algumas ainda estão presas por dirigir mesmo depois de tantos anos?"

O piloto terminou dizendo que acredita que não só ele, mas a Fórmula 1, podem fazer mais pelos países em que passam. O GP da Arábia Saudita acontece neste domingo (5), às 14h30 (Brasília)

Fórmula 1