PUBLICIDADE
Topo

Fórmula 1

OPINIÃO

Texto em que o autor apresenta e defende suas ideias e opiniões, a partir da interpretação de fatos e dados.

Gomes: "Ricciardo mostrou a segurança de alguém que sabe ganhar"

Do UOL, em São Paulo

12/09/2021 14h59

Ao cruzar a linha de chegada em primeiro lugar no GP da Itália, neste domingo (12) Daniel Ricciardo ajudou a McLaren a quebrar um longo jejum: desde 2012, a escuderia não vencia uma corrida de Fórmula 1. Para completar a festa da equipe britânica, Lando Norris fechou a dobradinha no circuito de Monza, em prova marcada pelo acidente entre Max Verstappen e Lewis Hamilton.

No Fim de Papo F1, live pós-corrida do UOL Esporte - com os jornalistas Fábio Seixas e Flavio Gomes - a dobradinha da McLaren foi um dos temas discutidos. Os comentaristas ressaltaram a importância do resultado para a escuderia, que disputa o terceiro lugar no Mundial de Construtores com a Ferrari, e também para Ricciardo, que faz uma temporada sem muito brilho.

"Ricciardo começou o ano tão mal, tomado tempo do Norris e não conseguindo grandes resultados. O melhor resultado dele havia sido um quinto lugar na Inglaterra. Conseguiu um quarto na Bélgica porque não teve corrida. Não vencia desde 2018 e ganhou nesta dobradinha da McLaren. Fez uma largada muito boa e, apesar de ter contado com o acidente entre Verstappen e Hamilton, mostrou a segurança de alguém que sabe ganhar corridas", avaliou Gomes.

Seixas lembrou que, após o GP da Holanda no último domingo, tanto ele como Gomes discutiram se Ricciardo era a grande decepção da temporada. "Foi horrível a última corrida dele [Ricciardo foi o 11º colocado]. Essa vem sendo a tônica dele na temporada. Muito mal, irreconhecível. Não acho que ele continuará na frente do Norris, que vem fazendo um campeonato mais consistente. Mas é legal vê-lo vencer, porque ele é um cara bom. Quem sabe as coisas não começam a melhorar para ele a partir de agora", disse.

O desempenho discreto de Ricciardo na temporada pode ser comprovado pela classificação no Mundial de Pilotos, Mesmo com a vitória em Monza, o australiano ocupa a oitava posição com 83 pontos, 14,5 a menos do que Sainz, o sétimo. Já Norris é o quarto, com 132, atrás apenas de Verstappen, Hamilton e Bottas.

Seixas chamou a atenção para a troca de mensagens entre Norris e a equipe durante a prova. Em outras palavras, o piloto perguntou se haveria algum tipo de ordem de inversão de posições na pista. "A McLaren não vai ganhar título. O Norris não está na disputa. Os pontos que valem são os da equipe no Mundial de Construtores. Que legal essa atitude da McLaren", elogiou. Com a dobradinha deste domingo, a McLaren assumiu a terceira posição no Mundial de Construtores com 215 pontos, contra 201,5 da Ferrari.

"A McLaren não tem muito esse histórico de ordem de equipe. O Norris achou que estivesse mais rápido, mas não estava. O Ricciardo adminsitrou muito bem a questão dos pneus. Tanto que, no final, quando houve essa insinuação de que poderia acontecer alguma coisa, o Ricciardo começou a apertar o ritmo e ganhou com absoluta tranquilidade", finalizou.

Não perca! A próxima edição do Fim de Papo F1 será em 26 de setembro, logo após o GP da Rússia.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL

Fórmula 1