PUBLICIDADE
Topo

Carta aberta pede fim da 'cultura de abuso sexual' na natação dos EUA

Membros ligados à Federação Americana de Natação são acusados de abuso sexual - Reprodução/Instagram
Membros ligados à Federação Americana de Natação são acusados de abuso sexual Imagem: Reprodução/Instagram

Do UOL, em São Paulo

03/07/2020 10h33

Uma carta aberta enviada à USA Swimming, a Federação Americana de Natação, pediu o fim da "cultura de abuso sexual" na entidade.

O documento foi escrito pelo advogado Robert Allard em nome de seis vítimas ex-nadadoras, que denunciaram no início do mês a entidade.

Publicada no site Inside The Games, a carta também pede a expulsão de oito membros por condutas irregulares.

Os citados são: Murray Stephens (técnico na Olimpíada de 1996), Paul Bergen (técnico nas Olimpíadas de 1980, 1984, 1988 e 2000), John Leonard (treinador da Associação dos Técnicos de Natação dos EUA), Mary Jo Swalley (ex-vice-presidente da USA Swimming), Mark Schubert, (considerado técnico mais vitorioso do esporte no país), Steve Morselli (técnico) e a dupla Clint Benton e Mille Nygren (integrantes da diretoria da Pacific-Swimming)

Além dos abusos em si, há acusações de que alguns destes integrantes teriam acobertado casos.

"Tendo estado profundamente envolvido no tratamento de reclamações de abuso sexual contra a USA Swimming por mais de uma década, é claro que, para nós, ainda há uma cultura profundamente enraizada em sua organização que tolera o comportamento sexual criminoso de treinadores para seus atletas menores de idade. Isto deve terminar e é agora", diz um trecho do texto.

Esporte