PUBLICIDADE
Topo

Basquete


1º treino dos Lakers após morte de Kobe acaba com brinde e histórias

Fãs de Kobe Bryant e dos Lakers fazem vigília nos arredores do Staples Center, em Los Angeles - Amanda Edwards/Getty Images
Fãs de Kobe Bryant e dos Lakers fazem vigília nos arredores do Staples Center, em Los Angeles Imagem: Amanda Edwards/Getty Images

Do UOL, em São Paulo

29/01/2020 16h06

O primeiro treino do Los Angeles Lakers após a morte de Kobe Bryant terminou com um brinde em sua homenagem e uma longa sessão de histórias envolvendo o grande ídolo da franquia. A queda de um helicóptero na California resultou na morte de Bryant, sua filha Gianna e outras sete vítimas, no domingo (26).

A comissão técnica do time agendou uma sessão de treino informal para a manhã de ontem (28), com presença opcional para os jogadores. O elenco se apresentou em peso. A leve sessão em quadra foi sucedida por um almoço no centro de treinamento do clube, com aperitivos preparados pela chef da equipe, Sandra Padilla.

Membros da cúpula da franquia, como a proprietária Jeanie Buss, e de diversos departamentos estavam presentes, acompanhando os atletas, até um brinde ser realizado, segundo reportagem do site da ESPN norte-americana.

Um momento mais inquietante dessa reunião aconteceu quando o técnico Frank Vogel abriu espaço para quem quisesse falar algo sobre Bryant e sobre o que estavam sentindo naquele momento. Segundo o site The Athletic, um silêncio de 15 segundos perdurou na sala até que LeBron James se levantou e se pronunciou.

Fã declarado e amigo de Bryant, James falou por cerca de dez minutos. A sessão nostálgica sobre o ídolo começou com ele.

O astro lembrou do torneio olímpico de Pequim-2008, no qual foram companheiros de seleção. Na final, os Estados Unidos sabiam que tinham um duro desafio contra a Espanha, atual campeã mundial. No início da partida, Bryant acertou o pivô Pau Gasol com uma forte trombada, atirando o espanhol ao chão. Detalhe: Gasol jogava com o ala nos Lakers. James admitiu a surpresa: "Uau! Eles vão jogar juntos durante a temporada!"

Judy Seto, hoje diretora de performance esportiva do time, viajou para a China como preparadora física particular de Bryant. A ideia do cestinha era também mandar um recado ao próprio Gasol. Os dois haviam perdido a final daquele ano para o Boston Celtics, e o espanhol foi bastante criticado por ter supostamente sucumbido à pressão. Bryant acreditava que ele poderia jogar com mais energia.

Os veículos descreveram como "positivo" o primeiro encontro dos jogadores, treinadores e funcionários do departamento desde que souberam da morte de Bryant, num voo de volta a Los Angeles. Um passo à frente para um clube que entrou em estado de choque e tem seu próximo jogo marcado para sexta-feira (31), contra o Portland Trail Blazers, em casa.

A partida contra o Los Angeles Clippers, inicialmente marcada para terça, foi adiada e ainda não tem nova data confirmada.

Basquete