PUBLICIDADE
Topo

Pan 2019

Brasil consegue ouro e vaga olímpica nos saltos sem Doda e Rodrigo Pessoa

Equipe brasileira garantiu vaga olímpica com ouro no Pan de Lima - Alexandre Loureiro/COB
Equipe brasileira garantiu vaga olímpica com ouro no Pan de Lima Imagem: Alexandre Loureiro/COB

Do UOL, em São Paulo

07/08/2019 18h27

Depois de 12 anos e pela primeira vez no século sem Doda ou Rodrigo Pessoa, o Brasil voltou a conquistar a medalha de ouro por equipes nos Jogos Pan-Americanos de Lima nesta quarta-feira e garantiu também a classificação olímpica para Tóquio-2020. A prata ficou com o México e o bronze com os Estados Unidos.

Com equipe formada pelos cavaleiros Rodrigo Lambre (montando Chacciama), Marlon Zanotelli (Sirene de la Motte), Eduardo Menezes (H5 Chaganus) e Pedro Veniss (Quabri de L Isle), o Brasil voltou a conquistar o ouro no Pan pela primeira vez desde os Jogos do Rio-2007.

Veniss foi o único remanescente da conquista de 2007, em time que ainda contava com Rodrigo Pessoa, César Almeida e Bernardo Alves. Ele também foi o único que permaneceu depois do último Campeonato Mundial, em que o Brasil foi apenas o 14º.

Na prova finalizada nesta quarta-feira, Lambre e Veniss completaram o percurso sem faltas, enquanto Zanotelli e Menezes somaram apenas 12 pontos de penalizações. Todos os cavaleiros brasileiros se garantiram na final individual de saltos, que acontece nesta quinta-feira.

Em equipes, o Brasil consegue levar todas as disciplinas para os Jogos Olímpicos de Tóquio. Antes da prova de saltos, os brasileiros já haviam conseguido vaga no adestramento e no conjunto completo de equitação.

Esta foi a sexta medalha de ouro da equipe brasileira em Jogos Pan-Americanos no hipismo de saltos. O Brasil já havia conseguido o ouro em Winnipeg-1967, Havana-1991, Mar del Plata-1995 e Winnipeg-1999, além do Rio-2007. No último Pan, em Toronto-2015, o time acabou sem medalhas. Em Guadalajara-2011, foi prata.

Desde 1995, as equipes que ganharam medalhas sempre tinham Rodrigo Pessoa ou Álvaro "Doda" Miranda em sua formação. O último Pan com a presença deles foi em 2011, quando os brasileiros foram prata. Em 2015, sem os dois cavaleiros, o Brasil terminou a competição sem medalhas.

Embora não estejam presentes competindo, ambos têm acompanhado os brasileiros que competem em Lima. "O Doda e o Rodrigo Pessoa têm nos apoiado muito, têm ligado para nós aqui. É muito legal da parte deles. Mas a qualidade dos nossos ginetes hoje é muito boa, temos uma equipe muito forte", afirma Rodrigo Lambre.

A equipe dos Estados Unidos que ficou com o bronze contou com Eve Jobs, filha do fundador da Apple, Steve Jobs, além de Elizabeth Madden, integrante do time que conquistou a medalha de prata nos Jogos Olímpicos Rio-2016.