Topo

Lima se despede de primeiro Pan peruano e passa tocha para Santiago

Do UOL, em São Paulo

11/08/2019 23h00

Os Jogos Pan-Americanos foram encerrados na noite de hoje (11). Em cerimônia que celebrou o esporte, recebeu as delegações participantes e comemorou os intensos 17 dias de competições, no Estádio Nacional, Lima se despediu do primeiro Pan organizado pelo Peru. Em determinado momento do evento de encerramento, cedeu o palco da festa para Santiago, cidade-sede da próxima edição.

A capital chilena receberá os Jogos em 2023 e já pôde demonstrar um pouco de sua cultura em Lima. O torneio, que marcará a estreia do Chile como sede, acontecerá a partir do dia 20 de outubro, por conta do frio

Rafaela Silva foi a porta-bandeira do Time Brasil na cerimônia. A judoca responsável por guiar as cores verde e amarela é campeã olímpica, mundial e, agora, do Pan. Assim, ela se tornou a primeira mulher na história do esporte brasileiro a completar este ciclo.

Maior parte do evento no Estádio Nacional foi dedicada para apresentações que exaltassem a cultura peruana. Para isso, muita dança, ritmos e jogo de cores.

Ivan Alvarado/Reuters
Imagem: Ivan Alvarado/Reuters

"Já jogamos todos", disse Carlos Neuhaus, presidente do Comitê Organizador do Pan de Lima, em alusão ao slogan dos Jogos ("Jugamos todos", em espanhol).

"E essa noite celebramos todos. Celebramos os incríveis feitos conseguidos por esses notáveis atletas. Sua coragem, ambição, empenho, força, velocidade, sua humildade na vitória, sua dignidade na derrota. Nos mostraram como competir com os valores de amizade e respeito. Atletas, vocês nos inspiraram. Obrigado", completou.