PUBLICIDADE
Topo

Esporte

Falcão comemora por superar Manoel Tobias: "queria ser como ele"

Ian MacNicol - FIFA/FIFA via Getty Images
Imagem: Ian MacNicol - FIFA/FIFA via Getty Images

Do UOL, em São Paulo

17/09/2016 21h15

Até este sábado, Manoel Tobias era o maior artilheiro da história das Copas do Mundo de futsal, com 43 gols marcados. Mas Falcão reescreveu a história na goleada contra Moçambique e superou esse recorde, pois completou 45.

Em entrevista coletiva após o jogo, o novo recordista fez questão de destacar o ex-jogador e também mostrou a vontade de ir mais longe.

“Fico muito feliz. Ele (Manoel) é o maior jogador do mundo. Quando eu era menor, queria ser como ele. É um fenômeno e tem seu nome na história. Mas agora eu quero mais, quero ser campeão”.

Hoje com 39 anos, Falcão disputou as edições de 2000, 2004, 2008, 2012 e 2016 da Copa do Mundo. Ele voltará a jogar na próxima quarta-feira, às 19h30 (de Brasília), contra adversário que ainda não está definido. 

Falcão é bicampeão consecutivo da Copa do Mundo, em 2008 e 2012. O Brasil, campeão em 1982, 1985, 1989, 1992, 1996, 2008 e 2012, buscará seu oitavo título.

Esporte