PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Com Abel x Felipão, Palmeiras terá frente a frente dois dos maiores treinadores de sua história

02/07/2022 06h00


O Palmeiras entra em campo neste sábado, às 21h, para receber o Athletico-PR. Seria apenas mais uma partida pela 15ª rodada do Brasileirão, em que a equipe alviverde defenderia sua liderança, mas não é. Isso porque, do outro lado do lado, estará uma lenda do clube: Luiz Felipe Scolari, um dos deuses do Olimpo palmeirense, que já é frequentado por Abel Ferreira, atual treinador e ídolo da torcida.


GALERIA
> Confira os públicos do Palmeiras no Allianz Parque em 2022

TABELA
> Veja classificação e simulador do Brasileirão-2022 clicando aqui

> Conheça o aplicativo de resultados do LANCE!

Monte Olimpo, na mitologia grega, era a morada dos doze deuses olímpicos, que teriam um palácio no topo dessa montanha, que ultrapassaria o céu. Para o torcedor do Verdão esse Olimpo é a morada dos principais ídolos do clube, como é o caso de Felipão, técnico histórico e vencedor, e de Abel, que tem feito sua história. Ambos são responsáveis pelo tricampeonato da Copa Libertadores.

Neste sábado, os dois estarão frente a frente pela primeira vez como treinadores. Desde que o português assumiu o comando do Palmeiras, ainda não enfrentou Scolari, que não estava dirigindo o Grêmio nos dois encontros pelo Brasileirão-2021. O Tricolor gaúcho foi o último time do pentacampeão do mundo antes do Furacão.

O encontro é especial, já que não é todo dia que dois dos maiores técnicos da história de um clube têm um embate como esse. De um lado, Felipão, com seis títulos conquistados pelo Verdão: duas Copas do Brasil (1998 e 2012), Copa Mercosul (1998), Torneio Rio-São Paulo (2000), Copa Libertadores (1999) e Brasileirão (2018). Foram três passagens com 484 jogos, 237 vitórias, 132 empates e 115 derrotas.

Do outro lado, talvez o mais ovacionado ídolo alviverde da atualidade, o nome mais cantado e aplaudido nos jogos no Allianz Parque, ele mesmo, Abel Ferreira. Em menos de dois anos de trabalho, ele é dono de cinco títulos: duas Libertadores (2020 e 2021), uma Copa do Brasil (2020), um Paulistão (2022) e uma Recopa (2022). São 150 jogos de sua comissão técnica, com 87 vitórias, 32 empates e 31 derrotas.

Além de compartilharem esse espaço seleto no Olimpo palmeirense, Abel Ferreira e Felipão já se conhecem de outros carnavais, mas um carnaval português, uma vez que Scolari já chegou a convocar Abel quando treinava a seleção de Portugal, mas o ex-lateral-direito não chegou a jogar. A admiração mútua, porém, ficou até hoje.

- Abel é o maior treinador do Palmeiras em todas as épocas, porque conseguiu os títulos e fazer com que esses jogadores trabalhassem pelo clube com alegria, com satisfação e com o pensamento pelo Palmeiras - disse Scolari para o Jogo Aberto, da Band.

- Ele disse isso, porque gosta de mim (risos). Nós temos uma relação muito boa, desde os tempos de Portugal, foi uma pessoa espetacular comigo. Tem um sonho que não cumpri que era jogar pela seleção portuguesa, e foi ele que me chamou. Eu lembro como se fosse hoje que ele me falou "nós vamos jogar com a Finlândia, em Leiria, se nos classificarmos, eu vou colocar você contra a Armênia". Ele foi sincero, mas infelizmente não nos classificamos naquele jogo, mas eu lembro que ele foi muito humano, muito sincero, muito frontal e a partir daquele momento eu percebi o porquê da seleção conseguir aquela atmosfera, e ele conseguiu unir um país em torno de uma seleção, as pessoas tinham orgulho da sua seleção, ele foi o máximo responsável por isso - relatou Abel Ferreira no Roda Vida, da TV Cultura.

Responsáveis por 11 dos mais importantes títulos da história do Palmeiras, Abel e Felipão se enfrentam em uma partida do Brasileirão, que pode não valer muito neste momento, mas terá um Allianz Parque lotado para saudar esses grandes deuses do Olimpo alviverde. Desfrute, torcedor, não é sempre que se vive algo assim.

Futebol