PUBLICIDADE
Topo

Futebol

GUIA DO CARIOCÃO: Vasco se prepara para a Série B enquanto busca resultados imediatos

24/01/2022 08h15


O Vasco busca o 25º título do Campeonato Carioca, mas novamente entra no Estadual sem que a competição seja prioridade na temporada. O que não quer dizer que a equipe não vá dar atenção ao primeiro torneio do ano. Ao contrário, o técnico Zé Ricardo já disse que o Cruz-Maltino tem a necessidade de obter resultados rapidamente.

Vale ressaltar que o time de São Januário, principalmente por planejamentos duvidosos, ficou fora das semifinais do Campeonato Carioca de 2021 e de 2020. O último título que foi para São Januário foi o de 2016.

Ainda não é assinante do Cariocão-2022? Acesse www.cariocaoplay.com.br, preencha o cadastro e ganhe 5% de desconto com o cupom especial do LANCE!: GE-JK-FF-ZSW

A pré-temporada ficou prejudicada pelo atraso na reformulação do departamento de futebol. Resultou na falta de alguns jogadores. O elenco ainda carece de zagueiros e pontas.

Time-base: Thiago Fernandes, Weverton, Ulisses, Anderson Conceição e Edimar; Yuri Lara e Matheus Barbosa; Vitinho, Nene e Bruno Nazário; Raniel - Técnico: Zé Ricardo.

VAIVÉM DO VASCO

Quem chegou: Thiago Fernandes (goleiro, CSA), Weverton (lateral-direito, Red Bull Bragantino), Luis Cangá (zagueiro, Delfin-EQU), Anderson Conceição (zagueiro, Cuiabá), Edimar (lateral-esquerdo, Red Bull Bragantino), Yuri Lara (volante, CSA), Matheus Barbosa (volante, Atlético-GO), Vitinho (meia, Corinthians), Bruno Nazário (meia, Hoffenhein-ALE), Isaque (meia, Grêmio), Raniel (centroavante, Santos) e Getúlio (centroavante, Tombense), este ainda não anunciado, mas já certo.

Quem saiu: Lucão (goleiro, Red Bull Bragantino), Fernando Miguel (goleiro, Fortaleza), Fintelman (goleiro, Bangu), Cayo Tenório (lateral-direito, Azuriz-PR), Walber (zagueiro, Novorizontino), Ricardo Graça (zagueiro, Júbilo Iwata), Ernando (zagueiro, Guarani), Zeca (lateral-esquerdo), Romulo (volante), Michel (volante, Grêmio), Andrey (volante, Coritiba), Marquinhos Gabriel (meia), Lucas Santos (meia, Tombense), Morato (ponta, Red Bull Bragantino), Léo Jabá (ponta, PAOK-GRE), Cano (atacante, Fluminense), Daniel Amorim (centroavante, Tombense) e Tiago Reis (atacante, Botafogo-SP).

Quem pode sair: Vanderlei, Leandro Castan, Menezes, Bruno Gomes, Caio Lopes, João Pedro e Kaio Magno

-> Confira a tabela do Campeonato Carioca

OLHO NELE
?

Raniel foi um centroavante contratado na contramão da linha considerada padrão pelo departamento de futebol do Vasco. Como vem de anos ruins também pelos graves problemas físicos que passou, o jogador emprestado pelo Santos está em baixa.

Contudo, ainda tem apenas 25 anos. Caso tenha saúde, a técnica e a força física que apresentou no Santa Cruz e no Cruzeiro lhe farão, certamente, bastante útil à equipe de Zé Ricardo. Será de nível técnico acima da média. Não tanto quanto Nene, mas acima da média da Série B do Campeonato Brasileiro, por exemplo.

PRIMEIROS JOGOS DO VASCO NO CAMPEONATO CARIOCA

26/1 - 19h - Volta Redonda x Vasco
29/1 - 21h - Vasco x Boavista
2/2 - 21h35 - Vasco x Nova Iguaçu
6/2 - 15h30 - Madureira x Vasco
9 ou 10/2 - Vasco x Portuguesa

OPINIÃO DO SETORISTA (por Felippe Rocha)

O Vasco tem diferentes desafios para o Campeonato Carioca. O primeiro e mais óbvio deles é preparar o time para a Série B do Campeonato Brasileiro. Não será fácil porque o técnico é novo, muitos jogadores saíram, outros chegaram e outros ainda precisam chegar. Para completar, o que é um segundo desafio, a equipe precisa reconquistar a torcida.

Por mais apaixonado que o torcedor cruz-maltino seja, ele está ferido pelos vexames sequenciais de 2021. Além de ter passado longe do acesso na temporada passada, o time, por exemplo, não venceu nos últimos oito jogos que disputou.

Entendo que, com todos os problemas, o time de São Januário chega para a temporada bem menos problemático do que seria plausível. Contratou alguns jogadores em alta, outros com o objetivo de resolver problemas crônicos, mas o setor ofensivo ainda é uma grande dúvida.

Pela versatilidade dos que já estão e por ainda serem necessário dois pontas, estabelecer uma defesa consistente precisa ser o primeiro sinal do time de Zé Ricardo. O repertório ofensivo vai acabar sendo secundário, mesmo que já haja jogadores de técnica reconhecida.

Futebol