PUBLICIDADE
Topo

Futebol

'Não tenho vergonha, tenho orgulho', diz, emocionado, Casagrande ao abordar dependência química

16/05/2021 17h19


Neste domingo, o comentarista Casagrande participou de uma matéria exibida pelo "Esporte Espetacular" que abordou as dificuldades impostas pela dependência química. Ao término da reportagem, o ex-jogador, figura reconhecida na batalha para superar a doença, não segurou a emoção após pedir mais empatia. Na última semana, um dirigente do Atlético-GO o chamou de "viciado" por conta da opinião de Casão sobre a vacinação de atletas.
+ Confira a classificação dos grupos da Libertadores

- A gente tem que fazer tudo para mudar de alguma maneira. Eu sou um dependente químico, não tenho vergonha, mas tenho orgulho da minha luta pela recuperação. Tudo que eu puder fazer para mudar essa situação, eu faço - disse Casagrande.

- Nem todo mundo que está na rua é marginal, e nem todo mundo que usar droga, que é dependente, é bandido. As pessoas têm que entender. Tem muita gente na rua porque a situação mudou, muita gente usa droga porque virou dependente químico, é uma doença que as pessoas têm que entender - completou.

Em abril, com a ajuda de Casagrande, o também ex-jogador do Corinthians, Régis Pitbull, foi internado aos 44 anos em uma clínica de reabilitação no interior de São Paulo.

- Estou torcendo muito pelo Regis porque sei bem da dificuldade inicial de um tratamento dentro de uma clínica, internado, e assim que puder vou visitá-lo - concluiu Casão.

Walter Casagrande, recentemente vacinado contra a Covid-19, terá um filme exibido sobre sua vida e a luta contra as drogas. O documentário está sendo produzido e será exibido ainda em 2021.

Futebol