PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Treinador da Lusa, Marchiori é eleito o melhor da história do Maringá

27/05/2020 19h51

Atual técnico da Portuguesa, Fernando Marchiori recebeu uma boa notícia em meio à pandemia do coronavírus: foi eleito o melhor da história do Maringá. Dono de três títulos em duas passagens pelo clube, o que o torna maior campeão da equipe na função, o treinador foi o mais lembrado entre os mais de 6,6 mil votos no Instagram do time paranaense.

- Fico muito honrado por ser lembrado e só tenho que agradecer à torcida por todo esse carinho. Tive vários momentos marcantes no Maringá e guardo eles de maneira bastante especial na minha memória. Foram duas boas passagens no clube, com três títulos importantes e várias amizades, que levarei para sempre comigo - agradeceu Marchiori.

A seleção de todos os tempos em quase dez anos do Maringá ocorreu em duas etapas: na primeira, a imprensa escolheu os dois melhores de cada posição; na segunda, o torcedor definiu o vencedor. Ganhou o treinador que comandou o Maringá em 61 partidas e teve mais de 65% de aproveitamento, acumulados em 35 vitórias, 14 empates e 12 derrotas.

Na primeira passagem, entre agosto e dezembro de 2015, foi campeão invicto da Taça FPF, com 77% de aproveitamento, classificando o time à Série D do Campeonato Brasileiro de 2016. Em agosto de 2016, retornou ao Maringá e, em 2017, além do bicampeonato da Taça FPF, assegurando nova vaga na Série D, conquistou a segunda divisão Paranaense, colocando o time na elite estadual. Em 2018, seu último ano à frente do Tricolor, ficou em quinto no Paranaense e levou a equipe pela primeira vez na história à segunda fase da Série D.

Após o Maringá, Fernando Marchiori ganhou a Série A2 do Paulista de 2019 pelo Santo André, passou pelo Água Santa e, desde fevereiro, está na Lusa, que comemora o centenário em 2020. O técnico chegou com a missão de afastar o time da zona de rebaixamento da Série A2, e até a pausa devido à pandemia, teve quatro vitórias, dois empates e só uma derrota, levando a Portuguesa da 13ª ao oitavo lugar, na zona de classificação para as quartas de final.

- Até a parada do futebol, necessária por conta da pandemia do coronavírus, tivemos um início positivo e o time respondeu muito bem dentro de campo. Por enquanto, seguimos trabalhando da maneira que é possível e segura, cada um em sua casa, respeitando as orientações das autoridades de saúde - comentou Fernando Marchiori.

Quando Marchiori chegou, o aproveitamento da Portuguesa no torneio era de 26% (uma vitória, um empate e três derrotas). Com o técnico, passou a ser de 66,6%, superior ao do líder São Bernardo, que tem um aproveitamento de 61,1% em toda a competição. Hoje, a diferença entre os dois clubes é de quatro pontos e restam três rodadas para encerrar a fase de grupos.

- Quando tudo isso passar e pudermos trabalhar de forma segura, voltaremos ainda mais motivados para a reta final do Estadual em busca da nossa classificação para o mata-mata - concluiu Fernando Marchiori.

Futebol