PUBLICIDADE
Topo

Gonzalo Carneiro tem pena reduzida e fica livre para voltar ao São Paulo

31/03/2020 17h45

O Tribunal de Justiça Desportiva Antidopagem (TJD-AD) reduziu a pena do atacante Gonzalo Carneiro, do São Paulo, de dois anos para um ano. A informação foi publicada inicialmente pelo Globo Esporte.

Como a contagem da pena passa a valer no dia da coleta, a punição do uruguaio terminou em 15 de março de 2020. Ele testou positivo para benzoilecgonina, um metabólito da cocaína, em exame realizado após a derrota por 1 a 0 para o Palmeiras, em 16 de março de 2019, pelo Paulistão. Naquele dia, foi titular e jogou os 90 minutos.

A defesa de Gonzalo Carneiro, acompanhada de perto pelo São Paulo, conseguiu a redução do gancho ao mostrar que o jogador estava se dedicando ao tratamento. Como não podia frequentar as dependências do clube, ele voltou para o Uruguai, onde já havia retomado os treinos físicos.

O São Paulo havia suspendido o contrato do jogador e não estava pagando salários durante o período da punição. A tendência é de que o vínculo, válido até o fim de 2021, seja reativado com a liberação dele.

Isso não garante que o atleta será aproveitado por Fernando Diniz, o que ainda dependerá de uma conversa entre as partes. O São Paulo avalia que Gonzalo Carneiro não conseguiu se adaptar à vida no Brasil e à rotina de uma equipe grande, o que colaborou para que ele chegasse ao ponto de cair em um exame antidoping por uso de cocaína.

Futebol