PUBLICIDADE
Topo

Futebol


Zé Rafael fala sobre golaço pelo Palmeiras: 'Único recurso que pensei'

22/01/2020 22h54

Um dos principais destaques da goleada por 4 a 0 do Palmeiras sobre o Ituano foi o golaço de letra de Zé Rafael. O meio-campista, que entrou no segundo tempo, melhorou o time e ajudou a construir a goleada do Verdão, no Novelli Júnior, na noite desta quarta-feira. E ele falou sobre o lance de improviso que fez para marcar o terceiro gol da partida.

> Confira a classificação do Campeonato Paulista

- É um lance difícil, não tem muito o que fazer, eu já tava fora do ângulo do gol. Na hora tentei improvisar e o único recurso que pensei na hora foi dar de letra e fui feliz no lance e acabou entrando - disse Zé Rafael, na saída de campo, ao "Premiere", antes de exaltar o trabalho coletivo do time:

- Feliz pela ótima partida da equipe, sempre importante estrear com o pé direito. Continuar trabalhando, ainda estamos no início do trabalho, praticamente na pré-temporada ainda, mas acho que a equipe se comportou bem, teve atitude e isso é o mais importante.

Perguntado sobre a disputa por posição no time de Vanderlei Luxemburgo, o meio-campista exaltou a "briga sabia" por uma lugar na equipe e deixou as decisões na mão do treinador:

- Todos os anos tem sido assim, uma disputa sadia e acirrada pela posição. Acho que isso fortalece o grupo, concorrência aumenta a produtividade, não deixa você entrar na zona de conforto. Aí cabe ao professor fazer a melhor escolha para ele. Ainda tá no começo, mas nossa equipe tá no caminho. vamos trabalhar muito para evoluir o mais rápido possível - comentou o meio-campista, que também falou sobre a importância do gol marcado nessa disputa:

- Isso é consequência. Tem que continuar trabalhando, com os pés no chão, as oportunidades vão aparecer e tem que estar pronto - finalizou Zé Rafael.

?Com três pontos e na liderança do Grupo B do Campeonato Paulista, o Palmeiras agora encara o duelo contra o São Paulo, no próximo domingo, às 16h, na Fonte Luminosa, em Araraquara.

Futebol