Topo

Futebol


Grupo atravessa cordilheira e deserto para ver o Flamengo na decisão da Libertadores

22/11/2019 14h45

Foram 60h viajando, cruzando a fronteira e o deserto e passando dificuldades diversas até chegar em Lima, mas Paulo Pinheiro garante que valeu a pena. Ele foi um dos 31 rubro-negros que embarcaram em um ônibus na manhã de terça-feira, em Rio Branco, e agora realizará o sonho de assistir o Flamengo na final da Libertadores. A decisão contra o River Plate será neste sábado, às 17h (de Brasília), no Estádio Monumental.

- Passamos muitas dificuldades com a altitude. Falta de ar, dor de cabeça (a 4,5 mil metros acima do nível do mar nas cordilheiras), mas conseguimos descer e estávamos no deserto. Não saímos do deserto por 12h - relatou o rubro-negro, que ainda citou a a dificuldade em encontrar banheiros e restaurantes na viagem.

- Depois disso, quando chegamos à Lima, na quinta de noite, foi só alegria - afirmou.

A viagem de Paulo começou ainda antes, saindo de Macaé, sua cidade natal, na segunda-feira, embarcando do Rio de Janeiro para Rio Branco naquela tarde. O ônibus rumo à Lima partiu no início da tarde de terça-feira. Desde então, não faltaram histórias para contar.

- Na subida das cordilheiras havia uma obra e precisamos parar. Um passageiro desceu para comprar alguma coisa e, neste intervalo, o trânsito foi liberado. O ônibus subiu sem ele - contou Paulo ao L!.

A história, contudo, teve final feliz. O ônibus ficou aguardando o passageiro que ficou para trás em um ponto, e ele, de táxi, foi de encontro ao grupo. A descida saiu caro, uma vez que a corrida custou 60 solis, cerca de R$ 75,00.

Paulo faz parte dos mais de 15 mil brasileiros que deixaram o país rumo à Lima para a final. A torcida rubro-negra será maioria no Monumental em relatório aos Millionarios, como são chamados os "hinchas" do River Plate. A partida deste sábado terá transmissão em Tempo Real pelo site do LANCE!.

Depois da final, Paulo e os demais rubro-negros partirão para a viagem de volta a Rio Branco. No domingo, às 8h, embarcam para mais 60h de estrada.

Futebol