Topo

Futebol


Novas estrelas, craques e renovação... Veja o panorama dos gigantes para a nova edição do Espanhol

16/08/2019 08h00

O Campeonato Espanhol está de volta! Nesta sexta-feira, La Liga retorna aos holofotes do futebol mundial e terá o atual campeão como atração principal. O Barcelona, sem Lionel Messi ainda em recuperação de lesão, viaja até o País Basco para enfrentar o Athletic Bilbao, às 16h (de Brasília), para abrir a 1ª rodada de La Liga, no Estádio San Mamés.

Também candidato ao título, mas buscando uma recuperação após uma temporada bem abaixo do habitual, o Real Madrid estreia no Campeonato Espanhol no sábado, fora de casa, contra o Celta de Vigo, às 12h (de Brasília).

Vice-campeão da última temporada, o Atlético de Madrid é o último a estrear em La Liga. O time comandado por Diego Simeone entra em campo apenas no domingo, em casa, no Wanda Metropolitano, para receber o Getafe, às 17h (de Brasília).

ATLÉTICO DE MADRID

Olho na joia portuguesa

A palavra no Atlético de Madrid é renovação. As saídas de jogadores consagrados, como Griezmann, Godín, Juanfran e Filipe Luis, assim como as vendas de jovens potenciais, como Rodrigo e Lucas Hernández, apontam para um recomeço nos Colchoneros. O clube se reforçou bem, gastou 311 milhões de euros (R$ 1,3 bi) e trouxe os defensores Felipe, Renan Lodi, Hermoso, Herrera e Trippier, o meia Marcos Llorente e os atacantes Saponjic e João Félix.

O atacante português se tornou a contratação mais cara da história do clube. O Atleti pagou 126 milhões de euros (R$ 562,5 milhões) ao Benfica por João Félix. O jovem atleta de 19 anos, porém, não sentiu a pressão e fez uma belíssima pré-temporada, que incluem uma boa atuação na goleada histórica, por 7 a 3, sobre o Real Madrid, em amistoso. O jornalista do jornal português 'A Bola', Rui Melo Miguel, se surpreendeu com o desempenho e projetou o futuro de João no Atleti.

- Não esperava um desempenho tão bom. Não pela qualidade do jogador, mas pela ideia de jogo de Simeone. O Atlético está em transformação, tem muitos jogadores novos e espero que João conquiste seu espaço. Félix tem faro de gol, é taticamente forte e tecnicamente muito evoluído. A comparação com Cristiano Ronaldo começam a aparece, mas não são boas para Félix. Mas admito que não havia tanta expectativa por um jogador desde Quaresma e CR7 - disse o jornalista. Felipe, recém-contratado pelos colchoneros também falou sobre os novos reforços.

- O Atlético de Madrid sempre foi um dos melhores clubes do mundo, com excelentes jogadores, e a chegada de reforços só aumenta a qualidade do elenco para brigar pelas competições. Há muitos anos, é uma equipe que sempre está brigando pelas principais competições do mundo e, sem dúvidas, teremos esse mesmo objetivo nesta temporada - disse o brasileiro em entrevista ao L!

BARCELONA

Em busca do Tri!

Bicampeão com sobra nas duas últimas edições da La Liga, o Barcelona inicia a competição como um dos grandes favoritos a levantar o caneco mais uma vez. Além das antigas estrelas do time, o clube foi ao mercado e trouxe outros grandes nomes como o meia Frenkie de Jong, destaque do Ajax na última temporada, e Antoine Griezmann, que custou mais de R$ 500 milhões aos cofres catalães. O goleiro brasileiro Neto e a promessa do Betis, Junior Firpo, também são novos reforços.

Contudo, a equipe chega para a próxima temporada com a desconfiança da torcida em cima do técnico Ernesto Valverde, duramente criticado na última temporada após ser eliminado da Champions diante do Liverpool em uma goleada por 4 a 0. Em entrevista exclusiva ao L!, o meia Arthur, do Barcelona e da Seleção Brasileira, conversou um poucos sobre sua primeira temporada no clube espanhol e admitiu decepção com a eliminação na semifinal da última Liga dos Campeões da Europa.

- Acredito que minha primeira temporada foi muito boa. Em termos de adaptação, não tive nenhum problema. O grupo é excelente, então fui acolhido de maneira natural. Dentro de campo, consegui me firmar e ter participação efetiva em todas as competições. Para coroar, conseguimos o título da La Liga. Tivemos a decepção na Champions League, mas serve de motivação para a temporada que começa agora. - comentou Arthur, que aproveitou para projetar a nova temporada da equipe blaugrana.

- Estou apenas na minha segunda temporada por aqui, mas acredito que um clube da grandeza do Barcelona sempre tem as melhores expectativas. Alguns dos melhores jogadores do mundo fazem parte do nosso elenco, portanto temos que mirar todos os títulos possíveis. Claro que sempre se espera algo a mais do Barça, porque historicamente tem o jogo bonito no seu DNA. Nós temos condições de brigar por todas as taças, então vamos entrar com a mesma fome na La Liga e na Champions - encerrou Arthur.

REAL MADRID

Terceira força?

O Real Madrid teve uma última temporada bem abaixo das expectativas. Eliminado da Liga dos Campeões de forma precoce, eliminado na Copa do Rei e distante da briga pelo título espanhol, os merengues foram meros coadjuvantes em 2018/2019. Por conta disso, a contratação de Hazard junto ao Chelsea foi o sopro de esperança para o time da capital ressurgir como gigante que é em meio ao caos.

- A expectativa é que a temporada seja melhor que a última. Pelo menos as contratações para jogar chegaram, como é o caso do Hazard, que chegou para ser o líder desse 'novo Real Madrid', apesar de 14 jogadores serem os mesmos da final da Champions em 2016, primeira temporada do Zidane. As mudanças propostas por Zidane quando retornou parece que não serão no elenco. Já que o Real está com dificuldade em vender jogadores e ainda não conseguiu trazer o Pogba, que foi um pedido especial do treinador ao presidente do clube. A expectativa é que o Real faça uma temporada melhor, tendo a consciência de que o Hazard é um dos melhores jogadores do mundo, e que pode resolver jogos para a equipe, mas muitas dúvidas ainda estão no ar - disse Tatiana Mantovani, jornalista correspondente do Esporte Interativo em Madri, ao LANCE!.

Mesmo com boas contratações no mercado de transferências, o Real Madrid teve uma pré-temporada bem abaixo do comum, com apenas duas vitórias e derrotas anormais, entre elas uma goleada sofrida para o Atlético de Madrid por 7 a 3. Por isso, os merengues aparecem abaixo de Barça e Atlético, que figuram como favoritos ao título espanhol neste primeiro momento.

- O Barcelona se reforçou muito bem e o Atlético, para mim, fez a melhor janela de transferências e contratou muito bem. Acho que o Real vai ter que correr muito para brigar com essas equipes, que chegam em momentos bem diferentes. O Barça chega com reforços muito bons para as posições que precisava e o Atlético chega completamente reformulado. A diferença para o Real Madrid pode ser o motivacional, se o Zidane vai conseguir colocar na cabeça dos jogadores de que competir as vezes é mais importante que vencer. O Real precisa mostrar uma nova cara nesta temporada, que quer competir para primeiro ganhar os jogos, para depois, sim, pensar em títulos. Não dá para chegar em março sem disputar mais nada. Acredito que o Zidane vai conseguir fazer isso, mas vai ser difícil - completou Tati.

Mais Futebol