PUBLICIDADE
Topo

Esporte

Romero responde Icardi e defende grupo argentino que foi à Copa

22/11/2018 15h55

A Argentina começou um novo ciclo após a turbulenta participação na Copa do Mundo da Rússia, quando caiu nas oitavas de final para a campeã França. Problemas entre o elenco e o técnico Jorge Sampaoli ficaram visíveis. Fora do Mundial, o atacante Mauro Icardi afirmou que não via companheirismo no time comandado pelo ex-treinador. No entanto, o goleiro Sergio Romero defendeu o grupo e respondeu ao jogador da Inter de Milão.

- Tínhamos uma mochila muito pesada (peso nas costas) e quando a responsabilidade cai sobre cinco, seis, sete ou oito jogadores, fica muito difícil. É complicado que eles tenham um sorriso no rosto quando sabiam que iriam cobrá-los - declarou.

Romero acabou sendo cortado da disputa da Copa do Mundo por conta de uma lesão, mas esteve com o elenco convocado e o técnico Jorge Sampaoli durante toda a preparação.

- Se ele (Icardi) viveu dessa forma é uma pena, porque ele poderia ter aproveitado um jogador como Messi, que pode enfiar uma bola a qualquer momento, como Agüero ou a qualquer outro.

Icardi não foi à Copa, mas voltou a ser chamado após a competição pelo interino Lionel Scaloni, que assumiu a Argentina no lugar de Sampaoli. Para os duelos contra o México, Romero também esteve na lista.

Após a vitória sobre os mexicanos, Icardi falou sobre o tema e iniciou a polêmica.

- Nós nos sentimos bem com todos. Formou-se algo muito lindo. Vivi no time anterior e não tinha tanto companheirismo e amizade. Espero que possa continuar do jeito que está agora. Quando eu vim para a seleção, não sentia o que estou sentindo hoje em dia.

A nova polêmica chega em um momento em que a Argentina ainda não definiu o treinador para este novo ciclo. De quebra, ainda há a expectativa sobre Lionel Messi, que ficou fora das convocações após o Mundial e não se sabe se a competição foi a última do craque do Barcelona pela seleção.

Esporte