PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Crespo não terá laterais-direitos para duelo com o América-MG no Brasileirão

redacao@gazetaesportiva.com (Redação)

22/09/2021 09h00

O técnico Hernán Crespo não terá os dois laterais-direitos do elenco à disposição para o confronto com o América-MG, nesta quarta-feira, às 20h30 (de Brasília), pela 19ª rodada do Campeonato Brasileiro.

Igor Vinícius, que vem sendo titular desde a saída de Daniel Alves, não deve ser relacionado para a partida pelo fato de seu olho esquerdo ainda estar bastante inchado após a pancada em disputa de bola com Willian Maranhão, do Atlético-GO, no último domingo.

O lateral-direito realizou exames de imagem devido ao inchaço em seu olho esquerdo e passou por uma avaliação oftalmológica, mas nada de grave foi diagnosticado. A tendência é que Igor Vinícius volte à ativa à medida que a região for desinchando, já que, atualmente, seu campo de visão está comprometido.

Orejuela seria o substituto natural do camisa 2 do São Paulo, mas está lesionado. O colombiano sofreu um estiramento no músculo adutor da coxa esquerda e vem realizando trabalhos individuais no CT da Barra Funda.

Desta forma, com Daniel Alves fora do clube e os outros dois laterais-direitos de ofício se recuperando de problemas físicos, Hernán Crespo terá de recorrer mais uma vez a Antonio Galeano. O jovem atacante paraguaio costuma atuar improvisado no setor, como no último domingo, participando diretamente do segundo gol do São Paulo.

Com Galeano na lateral direita, o Tricolor ganha mais força ofensiva pelo setor. Contra o Atlético-GO, por exemplo, Luciano deu bom passe em profundidade para que o paraguaio chegasse à linha de fundo e cruzasse rasteiro, para trás, achando Rodrigo Nestor, que ajeitou para Luciano estufar as redes.

Para Galeano, a oportunidade de poder atuar como titular do São Paulo vem em boa hora, já que ele precisa mostrar seu valor para ser contratado em definitivo pelo clube. Caso queira seguir contando com o paraguaio no ano que vem, o Tricolor terá de desembolsar 1 milhão de dólares (R$ 5,2 milhões) ao fim da atual temporada.

Futebol