PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Entenda por que o Santos pode vender Alison mesmo com proposta que não empolga

redacao@gazetaesportiva.com (Redação)

25/07/2021 06h00

O Comitê de Gestão do Santos discutirá a proposta para Alison na próxima segunda-feira, em reunião virtual. Os valores não empolgam, mas mesmo assim a resposta pode ser "sim".

O Al-Hazem, da Arábia Saudita, ofereceu 800 mil dólares (R$ 4,1 mi) por Alison. O Peixe tem 70% dos direitos econômicos e ficaria com R$ 2,9 milhões se nenhuma concessão for feita pelo atleta.

O Santos pesa o contexto da negociação. Alison tem 28 anos, é atualmente reserva e deseja sair pela independência financeira. Os salários na Arábia são consideravelmente superiores.

Se recusar a oferta, o Peixe teria que negociar com Alison por uma valorização salarial. O atleta tem contrato até dezembro de 2022 e recebe abaixo de outros do elenco com status de líder.

Dessa forma, o Santos pode aceitar ou fazer nova contraproposta ao Al-Hazem na segunda-feira. O Peixe pesa a vontade de Alison e a situação financeira difícil. O técnico Fernando Diniz já liberou.

"Conversamos com Alison e Diniz. Aliso é Menino da Vila, todos gostam muito dele pelo futebol e liderança. Proposta é muito boa para ele. Temos que pensar no jogador, mas também colocar os interesses do Santos à frente", disse o presidente Andres Rueda, em entrevista ao Diário do Peixe.

Cria da base do Santos, Alison tem 264 jogos e era titular e capitão até a chegada de Diniz.

Futebol