PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Luan Peres diz que Diniz prioriza a defesa no Santos: "Ele é até um pouco injustiçado"

redacao@gazetaesportiva.com (Redação)

21/06/2021 20h14

O técnico Fernando Diniz é reconhecido como um técnico ofensivo e de certa forma radical pela manutenção da posse de bola e aversão aos chutões. Mas não é bem assim...

O zagueiro Luan Peres falou sobre os pedidos do treinador do Santos em entrevista ao Bandsports e comentou sobre injustiças em análises do trabalho de Diniz.

De acordo com Luan, a prioridade de Fernando Diniz é proteger o goleiro.

"Ele é até um pouco injustiçado. É um grande treinador. Sempre comenta que o principal não é a saída de bola, a posse de bola, mas sim a parte defensiva, de todos protegerem o goleiro e reposição muito rápida. Podemos errar atrás, mas não recompor mal e deixar de defender o goleiro. É o ponto chave, a primeira coisa. Estamos nos doando muito na marcação. Não é à toa que estamos sofrendo poucos gols. Nós tomávamos muito, mesmo no ano passado comigo e Veríssimo, agora estamos melhorando e com todo mundo marcando", disse Luan Peres.

"A metodologia nunca muda. Ele tem um pensamento e leva até o fim. Ele mesmo diz que quer implementar muita coisa e em um mês não dá para assimilar tudo. Nós vamos errar, é normal, mas ele fala muito com a gente e tirou de lição é que o jogador toma a última decisão. Se perceber que, independentemente do estilo, não está confortável é só dar o chutão para frente. Ele nos deixa bem livres. Ele quer que a gente jogue com muitos ao redor, sempre sobra jogador e alguém livre. Isso facilita para não dar o bicão. E se perdermos nessa zona povoada, dificilmente adversário vai fazer gol contra cinco ou seis. Temos que saber onde tocar a bola. No segundo gol contra o São Paulo, Liziero errou numa zona perigosa, isso aconteceu comigo também. Serve de lição para ele, para mim e para o Diniz. Não podemos correr risco ali, mas no lado de campo sim, por exemplo", completou.

O Santos sofreu cinco gols nos cinco jogos do Campeonato Brasileiro. Nas últimas seis partidas, o Peixe só levou dois. A última vitória foi por 2 a 0 sobre o São Paulo, na Vila Belmiro, quando o goleiro John praticamente não trabalhou.

O Santos voltará a campo para enfrentar o Grêmio na quinta-feira, em Porto Alegre, pela sexta rodada do Campeonato Brasileiro.

Futebol