PUBLICIDADE
Topo

Futebol

OPINIÃO

Texto em que o autor apresenta e defende suas ideias e opiniões, a partir da interpretação de fatos e dados.

Coutinho: Flamengo terá um clima tenso, a torcida perdeu a paciência

Do UOL, em São Paulo

17/05/2022 15h05

O Flamengo joga contra a Universidad Católica hoje um jogo no qual tem amplo favoritismo para definir a classificação na fase de grupos da Libertadores, mas o clube passa por um momento de clima tenso com a torcida devido aos resultados recentes e as críticas ao trabalho do técnico Paulo Sousa somadas às hashtags nas redes sociais pedindo pela volta de Jorge Jesus.

No UOL News Esporte, Rodrigo Coutinho afirma que a partida não deve ser um problema para o Flamengo, mas sim o clima nos bastidores, com um cenário no qual o torcedor perdeu a paciência com o técnico e também com a diretoria.

"Vai ser um clima muito tenso, muito tenso mesmo, a torcida do Flamengo perdeu totalmente a paciência com o Paulo Sousa e, mais do que isso, não só com o Paulo Sousa, com a diretoria do clube em si. O cenário que se enxerga de fora do clube é muito negativo", diz Coutinho.

"O Flamengo é dirigido hoje, por muita gente que não tem profissionalismo para isso e que não tem o Flamengo como sua principal atividade, então o que acontece é essa literal bagunça o futebol do clube e o Paulo Sousa tem lá os seus problemas, tem a sua parcela de culpa sim, mas no meu modo de ver não é o principal culpado, o principal culpado de o Flamengo estar nesta temporada de uma forma tão irregular no seu desempenho são os jogadores e a diretoria", completa.

O jornalista considera preocupante o comportamento dos jogadores após seguidos técnicos passarem pelo comando do Flamengo e nenhum conseguir se firmar desde a saída de Jorge Jesus.

"Os jogadores porque desde que o Jorge Jesus saiu, boicotaram de uma forma velada diversos nomes, não é possível que Domènec Torrent seja tão ruim, que Rogério Ceni não preste, que o Renato Gaúcho seja tão ruim depois também, é uma coincidência meio absurda isso, será que só o Jorge Jesus presta para ser técnico do Flamengo? Será que só ele tem o poder do encantamento de fazer esses jogadores renderem dentro de campo?", questiona.

"Ninguém aqui está dizendo que o trabalho do Jesus foi ruim ou que ele não presta, que é um técnico fraco, não é isso, ele é um técnico muito bom para o nível do futebol sul-americano, tanto que fez o que fez no Flamengo, mas apostar em um retorno dele não quer dizer que esse time vai voltar a render maravilhosamente bem dentro de campo, até porque são três temporadas depois, existe todo esse cenário de bagunça política dentro do Flamengo", conclui.

Futebol