PUBLICIDADE
Topo

Palmeiras

Palmeiras suspende atendimento a rádio após ofensas de jornalista a Abel

Paulo Morsa, da Transamérica, critica Abel Ferreira - Reprodução/Twitter
Paulo Morsa, da Transamérica, critica Abel Ferreira Imagem: Reprodução/Twitter

Diego Iwata Lima

Do UOL, em São Paulo

15/03/2022 10h26Atualizada em 15/03/2022 15h00

Por determinação da presidente Leila Pereira, o Palmeiras não vai atender a solicitações de imprensa da Rádio Transamérica enquanto o comentarista Paulo Roberto Martins fizer parte do quadro de profissionais da emissora.

O entendimento do clube é de que Martins, popularmente conhecido como Morsa, extrapolou os limites da liberdade de imprensa ao ofender o treinador em seu âmbito pessoal em um programa da emissora na tarde de ontem (14).

O clube também está colocando todo seu corpo jurídico à disposição de Abel, caso ele julgue necessário mover qualquer tipo de ação contra o jornalista.

O UOL Esporte procurou a Rádio Transamérica, que se posicionou por meio de um comunicado no Twitter:

De acordo com apuração do UOL Esporte, os diretores da Transamérica irão se reunir ainda hoje para discutir o futuro do jornalista de 77 anos.

  • Juca Kfouri e José Trajano comentam os destaques do esporte e mais no Cartão Vermelho:

Entenda o caso

O jornalista Paulo Morsa chamou o técnico Abel Ferreira, do Palmeiras, de "idiota" e "boçal" durante o Papo de Craque, programa da Rádio Transamérica, de segunda-feira. O comentário acontece um dia após a vitória por 1 a 0 sobre o Santos, quando o comandante alviverde ironizou a alcunha de "retranqueiro".

"Não estou dizendo que ele é mau treinador. Não falei isso. Estou falando que ele como ser humano é uma desgraça, um idiota. Ele é um idiota. Ele é um boçal. Ele não tem educação. Ele é arrogante, ele é prepotente, como ser humano. Não estou falando como técnico de futebol, que ele sabe fazer. Com time bom ou ruim, o esquema dele de retranca será sempre o mesmo", afirmou Morsa durante o programa "Papo de Craque".

Enquanto era ofendido em seu caráter, Abel participava do evento de lançamento para sócios-avanti de seu livro "Cabeça Fria, Coração Quente", cuja parte da renda que caberia ao técnico será doada para o Instituto Ayrton Senna e para a ONG Amigos do Bem.

Palmeiras