PUBLICIDADE
Topo

Jornal cita preços e riscos da contratação de Endrick por times europeus

Endrick, atacante do Palmeiras, comemora título da Copinha 2022 e prêmio individual - Marcello Zambrana/AGIF
Endrick, atacante do Palmeiras, comemora título da Copinha 2022 e prêmio individual Imagem: Marcello Zambrana/AGIF

Do UOL, em São Paulo

26/01/2022 16h11

Grande destaque da Copa São Paulo de Futebol Junior, o atacante palmeirense Endrick tem chamado a atenção de clubes europeus. O problema é que, de acordo com as regras da Fifa, o jovem jogador, de apenas 15 anos, não pode assinar um contrato profissional com nenhum time brasileiro antes de completar 16 anos, o que acontece em julho, e nem pode atuar em clubes fora do Brasil antes de atingir a maioridade.

Segundo o tabloide espanhol Marca, o clube europeu que quiser contar com a joia brasileira somente na temporada 24-25 no Velho Continente) terá de desembolsar um valor entre 30 milhões e 40 milhões de euros (R$ 183 milhões e R$ 244 milhões) para assinar já um contrato "camuflado de opção de compra obrigatória por dois anos e meio".

O jornal aponta que "o futebol atual se move muito rápido, e as equipes sabem que estão enfrentando uma situação de mercado que não devem deixar passar."

O Marca ainda aponta que o Palmeiras enfrenta uma "situação delicada" por saber que o dinheiro da venda de Endrick resolveria vários problemas financeiros. Por outro lado, esperar para fechar o negócio pode significar ainda mais dinheiro para os cofres palmeirenses.

A publicação aponta o Real Madrid como favorito para contar com o garoto no futuro e cita as contratações de Vinicius, Rodrygo e Reinier. Os três se comprometeram com o clube antes de completar 18 anos. Outro exemplo citado é o de Neymar, que também decidiu seu futuro no Barcelona antes de completar a maioridade.

O 'Marca' ainda aponta interesse de outros clubes europeus pelo jovem brasileiro, como Barcelona, Milan e Bayern de Munique. Já o jornal 'Sport' inclui Manchester City, Manchester United e Liverpool na lista.