PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Inter vence Portuguesa nos pênaltis e pega Palmeiras nas oitavas da Copinha

Duelo entre Internacional e Portuguesa pela terceira fase da Copinha 2022 - Dorival Rosa/Portuguesa
Duelo entre Internacional e Portuguesa pela terceira fase da Copinha 2022 Imagem: Dorival Rosa/Portuguesa

Colaboração para o UOL, em São Paulo

15/01/2022 17h12

Classificação e Jogos

Após um jogo muito disputado, mas sem gols em Santana do Parnaíba, o Internacional ganhou da Portuguesa por 5 a 3 nos pênaltis e avançou às oitavas de final da Copinha. Lucas Flores pegou a quarta batida da Lusa, de Carlos Henrique, e foi o herói da partida.

Na próxima etapa, a equipe terá pela frente o Palmeiras, que mais cedo superou o Atlético-GO por 3 a 0. A FPF ainda divulgará a data e o local do confronto, mas ele deve acontecer nesta segunda (17).

Nivelado, mas sem muitos lances de perigo

O confronto começou bem disputado e, aos poucos, o Inter conseguiu impor sua superioridade técnica para criar as melhores oportunidades. Aos 3, Estevão avançou pela direita e chutou cruzado para a boa defesa de Luiz Vitor, que mandou para escanteio. O goleiro da Lusa ainda trabalhou bem novamente pouco depois do tiro de canto, na tentativa do voleio de Lucca.

A primeira chegada com um pouco mais de perigo do clube paulista veio somente aos 18 minutos, quando Luan girou sobre a marcação e mandou para o gol. O zagueiro João Félix conseguiu desviar para escanteio. Aos 46, Allan, da Portuguesa, também arriscou e parou na defesa de Lucas Flores.

Enquanto o Inter tentava partir para cima mesmo sem parecer estar em uma tarde inspirada, a Lusa errava muitos passes quando tinha a bola. Por isso, a primeira etapa acabou sendo muito travada.

Tudo igual no segundo tempo

Identificando o problema na criação do Colorado, o técnico João Miguel voltou para segunda etapa sacando Bizescki e colocando Lukaian no meio-campo. Pouco depois, ele fez outra troca e trouxe Matteo para dar agressividade ao setor.

A Portuguesa ficou mais recuada e tentou explorar os contra-ataques. A equipe teve uma boa chance com Allan, aos 6, porém o Inter conseguiu se ajeitar rapidamente e evitou qualquer problema.

Apesar das tentativas, o cenário na segunda etapa continuou bem parecido com o do primeiro, com muito equilíbrio e poucos lances que pudessem causar uma mudança no placar. A grande chance do Colorado veio aos 29, com Allison. O jogador recebeu da direita e ficou cara a cara com o goleiro, porém Luiz Vitor operou um verdadeiro milagre e tirou o perigo.

Luiz Vitor quase se tornou o grande vilão da Rubro-Verde aos 41. Após cruzamento sem perigo da esquerda, ele deixou a bola passar entre suas mãos e viu a bola quicar em cima da linha, sendo afastada pela defesa depois.

Os pênaltis

Allison, Rangel, Matteo e Leonardo anotaram os quatro primeiros pênaltis para o Internacional. Yan, Hudson e Deivid também começaram convertendo para a Portuguesa. Na quara batida, Carlos Henrique chutou na direita, mas sem tirar muito e o goleiro Lucas Flores fez a defesa. Estevão foi para a última cobrança e garantiu a classificação do Colorado.

Confusão pós-jogo

Após anotar o gol que deu a vaga ao Inter, Estevão provocou a torcida da Lusa presente no estádio. Os jogadores não gostaram nada da atitude e partiram para cima do jogador, iniciando uma confusão. Os ânimos se acalmaram rapidamente e os atletas foram para os vestiários sem nenhum grande incidente visível.

Pequena diferença

O técnico João Miguel fez apenas uma mudança em relação ao time que bateu o Flamengo-SP por 3 a 0 na segunda fase e deixou Matteo no banco e optou por Gustavo no meio-campo do Colorado. A troca, no entanto, foi desfeita aos 7 da segunda etapa.

Os jogadores do Colorado que atuaram diante da Rubro-Verde foram: Lucas Flores; Guilherme Varjão, João Pedro, João Félix e Lucas Ryan (Samuel); Bizescki (Lukaian), Gustavo (Matteo) e Jonathan (Rangel); Estêvão, Allison e Lucca (Leonardo).

Troca de gramado

Inter e Portuguesa estavam no Grupo 25, em Mogi das Cruzes, na primeira fase da Copinha. O Colorado, inclusive, venceu o embate na segunda rodada por 2 a 1. Depois disso, os gaúchos seguiram em Mogi, enquanto a Rubro-Verde passou pelo Avaí jogando em Guarulhos.

No entanto, a FPF marcou o confronto de hoje (15) entre os times para o gramado sintético do estádio Gabriel Marques da Silva, em Santana do Parnaíba, local onde nenhum dos dois clubes havia atuado até então.

Futebol