PUBLICIDADE
Topo

Liga dos Campeões - 2021/2022

Champions: Barça empata em casa, se complica e decide vida contra Bayern

Darwin Núñez, do Benfica, e Piqué, do Barcelona, brigam pela bola em jogo da Champions League no Camp Nou - Nacho Doce/Reuters
Darwin Núñez, do Benfica, e Piqué, do Barcelona, brigam pela bola em jogo da Champions League no Camp Nou Imagem: Nacho Doce/Reuters

Do UOL, em São Paulo

23/11/2021 18h52Atualizada em 23/11/2021 19h58

Classificação e Jogos

O Barcelona desperdiçou a chance de garantir sua vaga nas oitavas de final da Champions League de maneira antecipada e, de quebra, se complicou para a última rodada do Grupo E. Na tarde de hoje, o clube catalão empatou em casa em 0 a 0 com o Benfica, que também briga para avançar no torneio.

A classificação ficou mais complicada para o time comandado por Xavi em função, justamente, da tabela. Isso porque a equipe, que chegou aos sete pontos, vai encarar o Bayern de Munique, já classificado e até o momento 100% na competição. Enquanto isso, o Benfica, agora com cinco pontos, terá pela frente o já eliminado Dínamo de Kiev em Lisboa. Os confrontos acontecerão no próximo dia 8.

Uma possível vitória do Benfica sobre os ucranianos na rodada final obriga o Barça a derrotar o Bayern para avançar. Isso porque, mesmo caso o time de Xavi consiga o empate e alcance também os oito pontos, os portugueses venceram os espanhóis na 2ª rodada e, portanto, têm vantagem no critério de desempate.

O UOL Esporte fez um resumo do que foi o tenso duelo entre espanhóis e portugueses. Confira abaixo:

Pressão catalã e grego fechando o gol

Precisando da vitória para garantir de maneira antecipada a vaga nas oitavas do torneio, o Barcelona começou o jogo pressionando o Benfica no Camp Nou.

A primeira grande chance espanhola surgiu aos sete minutos. Demir recebeu pela ponta direita, foi para cima da marcação e bateu cruzado. Atento com o quique da bola na grama molhada, o goleiro grego Vlachodimos jogou a bola para escanteio.

Cinco minutos depois, foi a vez de Ronald Araújo assustar a meta do adversário. O defensor roubou a bola antes do meio de campo e foi ao ataque, mas bateu para fora após receber já na entrada da área.

Aos 27, Gavi e Alba também pararam no grego, que fez duas grandes defesas após triangulações do Barça pela esquerda.

Ronald Araújo, do Barcelona, lamenta chance perdida no jogo contra o Benfica - Nacho Doce/Reuters - Nacho Doce/Reuters
Ronald Araújo, do Barcelona, lamenta chance perdida no jogo contra o Benfica
Imagem: Nacho Doce/Reuters

Resposta pelo alto com sustos

Tentando neutralizar a partida, o Benfica apostou na bola parada e, por pouco, não complicou a vida dos mandantes.

O primeiro susto se deu aos 33 minutos, quando Yaremchuk deu um peixinho em cobrança de escanteio e obrigou Ter Stegen a praticar linda defesa.

O lance originou um novo tiro de canto e, desta vez, os portugueses chegaram a balançar as redes. Depois de outro cruzamento no 2° poste, Rafa Silva acionou o zagueiro Otamendi na entrada da área.

O argentino, com categoria, fez um golaço ao chutar de primeira com a perna esquerda. O lance, no entanto, foi invalidado pela arbitragem pelo fato de a bola ter feito uma curva e saído em tiro de meta ainda no lançamento. Alívio para Xavi e companhia...

Yaremchuk, do Benfica, mergulha para cabecear a bola em jogo contra o Barcelona - Albert Gea/Reuters - Albert Gea/Reuters
Yaremchuk, do Benfica, mergulha para cabecear a bola em jogo contra o Barcelona
Imagem: Albert Gea/Reuters

Quase uma pintura!

O gol anulado obrigou o Barcelona a retomar a concentração e voltar a agredir o adversário. Aos 42 minutos, Demir, um dos mais acionados da equipe na etapa inicial, partiu pela ponta direita e bateu colocado no alto.

A bola, caprichosamente, bateu no travessão de Vlachodimos, que ficou longe de defender a finalização do jovem atacante.

Etapa final tensa

O 2° tempo começou mais "brigado" e com pequenas confusões entre os jogadores, que mostravam nitidamente um maior nível de tensão em função da importância do resultado.

Perigo, mesmo, só se deu aos 22 minutos, pouco depois de Dembélé entrar no lugar de Demir. Pela direita, o atacante viu De Jong aparecer na área. Após cruzamento, o meio-campista obrigou Vlachodimos a fazer linda intervenção.

Enquanto isso, Jorge Jesus fez quatro mudanças em um curto período de tempo e "renovou" sua equipe - Darwin Núñez, por exemplo, passou a dar trabalho para a zaga catalã.

Enquanto Xavi conversava com Gavi, Jorge Jesus fez mudanças no Benfica para renovar fôlego da equipe - Albert Gea/Reuters - Albert Gea/Reuters
Enquanto Xavi conversava com Gavi, Jorge Jesus fez mudanças no Benfica para renovar fôlego da equipe
Imagem: Albert Gea/Reuters

Últimos suspiros

Inspirado, Dembélé fez nova jogada pela direita aos 37 minutos e cruzou para a área. A bola encobriu o goleiro do Benfica e acabou sendo afastada pela zaga quase em cima da linha.

Um minuto depois, o Barça chegou a marcar com Araújo, de cabeça, após cruzamento preciso de Alba. A arbitragem, no entanto, marcou impedimento do uruguaio.

Já nos acréscimos, Dembélé recebeu em profundidade e, na hora de finalizar na entrada da área, foi travado por Otamendi.

Ronald Araújo até balançou as redes do Benfica após cabeçada, mas gol foi invalidado por impedimento - Albert Gea/Reuters - Albert Gea/Reuters
Ronald Araújo até balançou as redes do Benfica após cabeçada, mas gol foi invalidado por impedimento
Imagem: Albert Gea/Reuters

Inacreditável!

O minuto final do jogo ficou marcado por um gol feito perdido por Seferovic. Após contra-ataque de dois atacantes contra um defensor, o atacante ficou cara a cara com Ter Stegen.

Ele conseguiu tirar o arqueiro da jogada, mas finalizou para fora e levou Jorge Jesus ao desespero, já que o gol praticamente eliminaria o Barça e colocaria o Benfica no mata-mata.

Ficha técnica: Barcelona 0x0 Benfica

Torneio: Champions League (5ª rodada do Grupo E)

Data: 23 de novembro de 2021

Local: Estádio Camp Nou, em Barcelona

Horário: 17h (de Brasília)

Gols: não houve

Barcelona: Ter Stegen; Araujo (Eric Garcia), Piqué, Lenglet (Dest), Alba; Busquets, De Jong, Nico González; Demir (Dembélé), Gavi e Memphis Depay. Técnico: Xavi

Benfica: Vlachodimos; André Almeida, Otamendi, Vertonghen; Gilberto, Weigl, João Mário (Taarabt), Grimaldo (Seferovic); Everton Cebolinha (Pizzi), Rafa Silva 9Lazaro) e Yaremchuk (Darwin Núñez). Técnico: Jorge Jesus