PUBLICIDADE
Topo

Futebol

OPINIÃO

Texto em que o autor apresenta e defende suas ideias e opiniões, a partir da interpretação de fatos e dados.

RMP: Favoritismo entre Flamengo e Palmeiras é uma tremenda montanha-russa

Do UOL, em São Paulo

18/11/2021 12h34

Desde a definição de Flamengo e Palmeiras como finalistas da Libertadores, os dois clubes já passaram por momentos de alta e de baixa, com o Rubro-negro melhor primeiro. Depois foi a vez do time de Abel Ferreira engatar uma série de vitórias, enquanto Renato Gaúcho passou a ser contestado, e agora o Alviverde soma duas derrotas, uma em um clássico, enquanto o atual bicampeão brasileiro volta a vencer. Faltando 9 dias, tem favorito na final de Montevidéu?

No UOL News Esporte, Renato Maurício Prado analisa as condições dos dois finalistas e afirma que mais importante do que saber qual time está jogando melhor no momento, é saber como os dois irão a campo no dia 27, duvidando que o Flamengo possa ter o seu time completo na capital uruguaia.

"Esse favoritismo ou quem está jogando melhor entre Flamengo e Palmeiras é uma autêntica montanha-russa. Na fotografia do momento o Flamengo subiu e o Palmeiras baixou, mas há duas rodadas era o contrário, era o Palmeiras ganhando seis jogos seguidos e o Flamengo numa draga infernal, gente querendo que o Renato Gaúcho fosse demitido antes da final da Libertadores. Eu acho que essa montanha-russa de emoções vai ser até o dia 27 e eu acho que está na hora de começar a desconsiderar um pouco isso, o importante é quem vai jogar no dia 27", diz Renato.

"Eu sinceramente não acredito que o Flamengo vai jogar completo, eu acho que o Rodrigo Caio, por exemplo, dificilmente se recuperará e o Arrascaeta é uma incógnita, o Arrascaeta é uma baita incógnita e agora ainda surgiu esse problema com o Bruno Henrique, então não sei se o Flamengo jogará completo", completa.

Por outro lado, o jornalista afirma que as atuações de Flamengo e Palmeiras com os reservas deram ânimo ao torcedor rubro-negro e desânimo aos palmeirenses, citando o momento de relação conturbada com Luiz Adriano.

"Pelo menos a atuação dos reservas [do Flamengo] ontem deu um ânimo, coisa que foi o contrário no Palmeiras/ No Palmeiras a atuação dos reservas foi desanimadora, a ponto de o Luiz Adriano brigar de novo com a torcida. Que situação, o cara que até o ano passado era o artilheiro, era o grande jogador do ataque e de repente agora virou um jogador indesejado", conclui.

Futebol