PUBLICIDADE
Topo

Futebol

OPINIÃO

Texto em que o autor apresenta e defende suas ideias e opiniões, a partir da interpretação de fatos e dados.

Menon: 'Ceni montou time corajoso e estreou bem, mas resultado foi péssimo'

Do UOL, em São Paulo

14/10/2021 22h36

Classificação e Jogos

Rogério Ceni iniciou sua segunda passagem como técnico do São Paulo com um empate. Nesta quinta-feira (14), o Tricolor ficou no 1 a 1 com o Ceará no Morumbi, em jogo válido pela 26ª rodada do Brasileirão. Os são-paulinos apresentaram um futebol mais ofensivo do que nas partidas anteriores, mas amargaram o sexto empate consecutivo e continuam próximos da zona de rebaixamento.

Na Live do São Paulo, programa do UOL Esporte após os jogos do Tricolor, os jornalistas Marcelo Hazan e Menon analisaram o desempenho do São Paulo sob o comando de Rogério Ceni. Embora tenham gostado do time de uma forma geral, eles esperavam que a equipe tivesse um aproveitamento melhor nas finalizações.

"A estreia do Ceni foi boa. Ele não contou com o Rigoni, melhor jogador do time. Na véspera do jogo, perdeu o Luan, que vai ficar um mês parado e não tem reserva no São Paulo. Para fazer o que ele faz, às vezes, precisa de dois volantes de menor poder de marcação. Mesmo sem a força ofensiva do Rigoni e a segurança defensiva do Luan, o Ceni armou um time corajoso e foi para o jogo. Enfrentou os problemas que teve e foi uma boa estreia, mas o resultado foi péssimo", analisou Menon.

Hazan destacou as diversas oportunidades de gol criadas e desperdiçadas pelas duas equipes. "Também achei boa a estreia do Rogério. Na escalação, o Reinaldo voltou à lateral-esquerda no lugar do Welington. O São Paulo criou muito e teve chances de fazer mais de um gol. Foi um jogo muito bom de se ver. Teve alternativa o tempo inteiro. Não dava para cravar até o final quem venceria o jogo, que estava aberto", comentou.

Menon elogiou as substituições feitas por Ceni, principalmente ao identificar que Orejuela estava mal em campo. "Ele colocou Liziero de volante e fez o losango com Sara e Igor Gomes, cada um de um lado, e Benítez na frente. Pôs na direita o Orejuela, que foi mal. O Rogério percebeu e consertou, colocando o Welington ali. Depois, fez outras substituições, sempre tentando ganhar o jogo. O time ficou exposto e o Ceará poderia ter ganhado. Foi um jogo muito aberto, e o São Paulo também poderia ter vencido", opinou.

Hazan fez algumas ressalvas sobre as mudanças feitas por Ceni no esquema de jogo do Tricolor. "Foi um time mais pragmático, mas talvez mais eficiente. Cedeu espaços para caramba, e achei que o São Paulo ficou vulnerável, mas também criou várias chances. Mais do que em todos os últimos jogos de que me lembro de cabeça", disse o jornalista.

Menon concordou. "Gosto desse sistema de jogo, muito usado na Argentina, mas depende do adversário. Todos esses espaços que o São Paulo deu hoje para o Ceará quase foram fatais, porque o São Paulo não tinha um volante muito marcador. Se foi perigoso contra o Ceará, vai ser mais ainda contra o Corinthians. Mas também tem que correr riscos. Se ficar só empatando, a situação vai complicar muito", completou o colunista do UOL.

Não perca! A próxima edição da Live do São Paulo será na segunda-feira (18), logo após o clássico contra o Corinthians pelo Brasileirão. Você pode acompanhar o programa pelo Canal UOL, no app Placar UOL, na página do São Paulo no UOL Esporte ou no canal do UOL Esporte no Youtube.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL

Futebol