PUBLICIDADE
Topo

Seleção Brasileira

De convocação inédita à volta de Daniel Alves: Tite explica 5 novidades

Gabriel Carneiro

Do UOL, em São Paulo

14/05/2021 15h46

Classificação e Jogos

A seleção brasileira masculina principal foi convocada hoje (14) com cinco novidades em relação às primeiras rodadas das Eliminatórias da Copa do Mundo do Qatar. Estão na lista do técnico Tite um nome inédito (Lucas Veríssimo), um que já não era chamado há quase três anos (Fred) e outros três que não vinham aparecendo nas listas desde 2019 (Daniel Alves, Alex Sandro e Gabigol).

O treinador deu explicações sobre suas decisões em entrevista coletiva. São 24 jogadores, um a mais do que o normal, já que Douglas Luiz está suspenso do primeiro jogo, no dia 4 de junho, às 21h30, contra o Equador, no Beira-Rio. Já contando com a volta do volante do Aston Villa-ING, a seleção brasileira ainda enfrenta o Paraguai no dia 8, no mesmo horário, em Assunção.

Sobre Lucas Veríssimo

A gente já vem com acompanhamento dele desde o Santos. A gente vem acompanhando e trazendo todas as informações juntamente com a comissão técnica."

Cleber Xavier, auxiliar, complementa: "O que traz o Lucas é o grande aproveitamento dele na Libertadores e no Brasileiro, o Cesar Sampaio esteve na Vila Belmiro, conversou com o Cuca, observou o atleta e também a sequência de trabalho dele no Benfica. Ele chegou, se adaptou rapidamente ao Benfica, vem jogando em funções com três zagueiros, com linha de quatro, é um atleta com técnica elevada, domina a posição, com projeção dentro dos critérios que estamos buscando para a seleção. Vemos com uma grande sequência no Benfica, um grande crescimento, e o trouxemos para observá-lo de perto em jogos que achamos que ele pode dar a resposta."

Veríssimo - Jose Manuel Alvarez/Quality Sport Images/Getty Images - Jose Manuel Alvarez/Quality Sport Images/Getty Images
O zagueiro do Benfica Lucas Veríssimo em jogo de abril de 2021. Ele é observado desde o Santos
Imagem: Jose Manuel Alvarez/Quality Sport Images/Getty Images

Sobre Fred

[A convocação] É pelo desempenho dele, o alto nível desempenhado no Manchester United, vice-campeão da Premier League. E os acompanhamentos que a gente tem, o contato que tenho com a comissão técnica para ver nele um comportamento dentro e fora de campo, a função que exerce em termos táticos, que pode dar uma liberdade maior para Neymar, Alex Sandro, Lodi, porque faz essa transição com muita qualidade. É o ponto de equilíbrio que ele faz muito bem"."

Fred - Adrian Dennis/via Reuters - Adrian Dennis/via Reuters
Fred comemora gol marcado pelo Manchester United diante do Tottenham, em abril
Imagem: Adrian Dennis/via Reuters

Sobre Daniel Alves e Alex Sandro

Ele [Daniel Alves] é o alto nível, a longevidade da carreira, o bom momento no clube e o histórico dentro da seleção. Principalmente quando são jogos de Eliminatórias, procuramos aspecto físico e técnico na sua plenitude. Temos a felicidade de ver o Dani jogando em alto nível e procuramos a busca desse perfil."

Na fase ofensiva ele [Daniel Alves] é um articulador, mais central, semelhante à articulação que ele vem desenvolvendo no São Paulo. É a função que ele exerce e produz mais. Nessa fase ofensiva, Alex Sandro e Lodi podem estar numa função mais avançada, e o Dani numa função mais de construção, articulação, criação. Essa é a ideia. O Danilo, quando produz, também trabalha como um terceiro articulador central. Muito poucas vezes utilizamos ele como um terceiro zagueiro. Eu não lembro. O nosso lateral dificilmente se torna um terceiro zagueiro, ele é um articulador, essa é a ideia com ele."

Daniel Alves - Rubens Chiri / saopaulofc.net - Rubens Chiri / saopaulofc.net
Daniel Alves durante o clássico entre Palmeiras e São Paulo, no Allianz Parque, pelo Paulistão, em abril
Imagem: Rubens Chiri / saopaulofc.net

Sobre Gabigol

Os quatro jogadores que tu te referiste [Gabigol, Gabriel Jesus, Richarlison e Roberto Firmino] têm possibilidade de jogar, dependendo do que se quer do jogo. Se tu quer um jogador terminal, que vira de costas para o armador porque ele quer a última bola, é Richarlison. Se quer um jogador de combinação e que possa rodar e trabalhar num setor cinzento de adversário, costas de volante, entre lateral e zagueiro, tu vai ter Gabriel Barbosa que possa executar essa função, com presença de área na sequencia. Se tu quer jogador que vem de 9 para 10 e depois chega na frente, na área, sem percorrer distâncias muito longas, vai ter o Firmino. Se tu quer o Jesus do City, que ataca espaço em profundidade e vira central, o jogador da última bola, tem."

André Rocha, colunista do UOL, comenta sobre a convocação dos jogadores do Fla

Seleção Brasileira