PUBLICIDADE
Topo

Esporte

Uefa pode banir por 2 anos clubes que persistem com a Superliga, diz site

Aleksander Ceferin, presidente da Uefa - Harold Cunningham - UEFA/UEFA via Getty Images
Aleksander Ceferin, presidente da Uefa Imagem: Harold Cunningham - UEFA/UEFA via Getty Images

Colaboração para o UOL, em São Paulo (SP)

05/05/2021 19h10

Os clubes europeus que seguem insistindo na ideia de Superliga podem ser suspensos das competições continentais por dois anos, informou hoje (5) a ESPN. Segundo a reportagem, a Uefa está pronta para aplicar penas severas aos times que ainda não desistiram do torneio.

A maior sanção da entidade é a suspensão por duas temporadas das suas principais competições: a Liga dos Campeões e a Liga Europa.

O texto informa que a Uefa passou os últimos dez dias em contato com os 12 clubes que criaram a Superliga em busca de um acordo definitivo de desistência em troca de retaliações mais leves. As conversas funcionaram com Arsenal, Atlético de Madrid, Chelsea, Liverpool, Manchester City, Manchester United e Tottenham. As tratativas com a Inter de Milão também estão próximas de um desfecho.

Por outro lado, Juventus, Real Madrid, Barcelona e Milan não chegaram em um acordo e podem sofrer sanções. A reportagem diz que os clubes estão confiantes de sua posição, já que o documento fundador da Superliga estava "pedindo permissão" da Uefa para realização do torneio e não quebrando as regras da confederação.

Segundo definição dos fundadores, a Superliga seria formalmente desfeita se nove dos 12 clubes desistissem de forma oficial. Por isso, a Uefa trava cada clube como um caso diferente e tenta entrar em acordo com mais duas agremiações para chegar ao número necessário.

Esporte