PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Rueda sinaliza renovação de Cuca no Santos: 'Não é só dinheiro'

Cuca, técnico do Santos, em treino do dia 11 de janeiro de 2021 - Ivan Storti
Cuca, técnico do Santos, em treino do dia 11 de janeiro de 2021 Imagem: Ivan Storti

Eder Traskini e Gabriela Brino

Colaboração para UOL, em Santos

27/01/2021 04h00

O Santos ainda não tem garantias de que renovará com o técnico Cuca para a próxima temporada. A ideia é que as conversas só ganhem mais peso após a final da Copa Libertadores, marcada para sábado (30), às 17h, contra o Palmeiras, no Maracanã. Apesar disso, o presidente Andres Rueda está otimista sobre a manutenção do treinador.

O cartola já indicou os planos para Cuca e contou que o quer como parceiro para implementar alguns novos processos no futebol. Rueda entende que, pelo técnico estar valorizado, terá de abrir o bolso para mantê-lo, mas também crê que esse não será o fator principal.

"Já teve uma sinalização nossa. Eu gosto de falar de perfil, e o perfil do treinador que a gente espera se encaixa muito bem com o do Cuca. Tem todas as características que a gente acredita que o técnico do Santos precisa ter. Isso foi externado para ele. Já conversei da nossa vontade que ele participe do nosso projeto, não só como técnico, mas como nosso parceiro. [Para] Ajudar a implantar processos no clube, processos no futebol, tentar elevar esse modelo de gestão que temos no futebol. Já foi levado para ele que temos um enorme carinho e nossa vontade. Até para dar tranquilidade, vamos acabar o Mundial e a gente senta para detalhar. Eu tenho muita confiança de que ele continue, sim. A gente tem um diálogo muito aberto, muito franco. O Cuca é sensacional, mas, na verdade, não é o momento, né? A gente está em uma competição importante para todos. Eu fiz questão de deixar claro que a gente conta com ele, para não deixar algo mal passado, desconfortável, que ele esteja pensando 'será que contam ou não?'. Detalhes e conversas, de comum acordo, a gente falou: 'Acabando o Mundial, a gente conversa'", disse Rueda em entrevista exclusiva ao UOL Esporte.

"O Cuca está em uma situação na vida em que alguns técnicso não trabalham só pelo dinheiro, é mais pelo projeto. Óbvio que o dinheiro importa, não estou dizendo que não quer ser bem remunerado pelo trabalho. Mas acredito que, no caso específico do Cuca, não é só o dinheiro. Se fosse, não estaria com a gente. A remuneração dele não é de prática de mercado. Então, acreditamos que, quando a gente sentar, mostrar o projeto, essa mudança dentro do clube, sabe? Acredito que ele vá comprar a ideia e vamos chegar num acerto financeiro para o clube e para ele", analisou, citando exemplo recente para justificar sua confiança. "Eu tive um caso muito similar com uma jogadora nossa do feminino, nossa querida Ketlen estava com dúvidas na parte financeira, recebeu outras propostas melhores e tal... na hora que a gente sentou e mostrou o projeto que a gente pretender fazer para o feminino, a reação dela foi 'onde que eu assino?', basicamente assim. Tem uma hora na vida que dinheiro é importante, mas o bem-estar profissional, se sentir participando de algo novo, também é importante", acrescentou.

Cuca tem contrato com o Santos até o fim do Campeonato Brasileiro, que termina no final de fevereiro. Rueda pretende usar o fim do transferban, que impede o Santos de registrar novos jogadores, para aliviar o treinador e também planeja contratações pontuais.

Futebol