PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Cuca diz que Santos só vencerá a Libertadores se fizer jogo perfeito

Do UOL, em São Paulo

24/01/2021 22h11

Classificação e Jogos

A derrota por 4 a 3 sofrida diante do Goiás acendeu um sinal de alerta na cabeça do técnico Cuca. Feliz com a apresentação de seus jogadores na primeira etapa, mas visivelmente surpreso pelo apagão demonstrado na parte final, a uma semana da decisão da Libertadores contra o rival Palmeiras, o treinador assumiu total responsabilidade pela virada esmeraldina na Vila Belmiro.

"Nosso primeiro tempo foi muito bem jogado. Fizeram o que a gente espera da equipe, jogaram com tranquilidade, trocando passes, criando chances, dando poucas oportunidades ao adversário e se impondo dentro de nossas características. Mas a segunda etapa foi totalmente distinta. Jogamos muito mal e o Goiás, muito bem. Mesmo que a gente venha a questionar ter tido um pênalti claro não marcado quando o placar marcava 2 a 0, e que o pênalti do Goiás tenha sido fora da área, acho que não nos cabe creditar ao árbitro essa derrota. A responsabilidade é minha. Fui eu que fui mal hoje. Os jogadores não têm culpa. Eu poderia ter dado a eles a concentração ideal que eles tiveram na primeira etapa, mas eu optei por deixar as coisas fluírem ao natural. Méritos ao Goiás pelo jogo, mas eu não dei aos meus jogadores a concentração que eles deveriam ter", disse o técnico.

Cuca, porém, não disfarçou um certo alívio pelo fato de os erros terem acontecido com antecedência suficiente para serem trabalhados antes da decisão continental do próximo sábado (30). Segundo ele, essa oportunidade não seria levada tão a sério caso o Peixe tivesse triunfado diante do Goiás.

"Estou muito tranquilo, muito consciente. Eu sei que uma derrota, por pior que ela possa ser, ela tem um significado maior do que uma má vitória. Poderei trabalhar coisas que eu não teria condições de ter visto após uma vitória. Terei que ser mais humilde ainda durante a semana e tirar deles o máximo. Quero agradecer a Deus por esse momento, que pode servir como um alerta para que a gente faça as coisas de forma diferente. E nós vamos fazer", cravou.

Questionado se poderá ir a campo contra o Verdão com quatro jogadores no meio-campo, como fez contra River Plate, Corinthians e Flamengo, Cuca evitou ser taxativo, mas se mostrou aberto à possibilidade. O técnico também disse que, para ter alguma chance de vencer a Libertadores, o Santos terá que ter uma exibição perfeita no Maracanã.

"Pode. Por isso a gente vai estudar bem. Tudo pode. Sábado que vem precisamos ter um dia perfeito para termos uma chance de sermos campeões. É isso que a gente tentará fazer".

Antes da decisão, o Peixe ainda terá pela frente o Atlético-MG, na terça (26), no Mineirão, em jogo adiado da 28ª rodada do Brasileirão. Entretanto, o Alvinegro da Vila Belmiro deverá entrar em campo sem seus titulares.

Futebol