PUBLICIDADE
Topo

Libertadores - 2020

Grêmio faz 2 a 0 no Guarani-PAR e abre vantagem por vaga nas quartas

Jean Pyerre comemora gol do Grêmio contra o Guaraní (PAR) em jogo da Libertadores 2020 - Nathalia Aguilar / POOL / AFP
Jean Pyerre comemora gol do Grêmio contra o Guaraní (PAR) em jogo da Libertadores 2020 Imagem: Nathalia Aguilar / POOL / AFP

Do UOL, em Porto Alegre

26/11/2020 23h23

O Grêmio saiu na frente na disputa por uma vaga nas quartas de final da Libertadores. Hoje (26), o Tricolor venceu o Guarani-PAR por 2 a 0, fora de casa, gols de Jean Pyerre e Pepê, e largou em vantagem nas oitavas de final do torneio de clubes mais importante do continente.

O placar faz o Tricolor jogar por qualquer vitória, empate ou até derrota por um gol de diferença, no jogo de volta, na próxima quinta-feira. Se perder por 2 a 0, a decisão vai para os pênaltis. Derrota por dois de margem com o Guarani-PAR fazendo mais de dois gols (3 a 1 ou 4 a 2, por exemplo) coloca os paraguaios nas quartas de final pelo saldo qualificado. Vitória do Guarani-PAR por três ou mais de margem também elimina o Grêmio.

Na segunda-feira, o Grêmio volta ao Brasileiro para encarar o Goiás. O Guarani-PAR joga contra o Sportivo Luqueño, pelo Paraguaio.

Foi bem: Pepê faz gol e dá assistência

Pepê brilhou e foi efetivo. Pelo lado esquerdo, o rápido atacante gremista deu assistência para o gol de Jean Pyerre e ainda fez o seu na partida.

Foi mal: Fernández passa em branco e é substituído

Arma ofensiva do Guarani-PAR, Fernando Fernández não criou nenhum perigo, praticamente. As chances do time paraguaio não passaram pelos pés do atacante, que acabou substituído.

Jean Pyerre comanda o meio-campo

Jean Pyerre abriu um time fechado. O meia gremista foi responsável por mais do que o primeiro gol do jogo. Com passes e deslocamentos escancarou a defesa adversária, que começou o jogo bem postada, mas não resistiu a suas ações.

Minuto de silêncio para Maradona e homenagem de Renato

Antes do jogo, o minuto de silêncio foi em homenagem póstuma a Diego Armando Maradona, que morreu ontem, na Argentina. O técnico do Grêmio, Renato Gaúcho, também prestou homenagem, vestindo a camisa 10 da seleção argentina durante o jogo.

O jogo do Guarani-PAR: Defesa sem constrangimentos

O Guarani-PAR não teve qualquer constrangimento em se defender. Mesmo em casa, o time paraguaio recuou todos os seus jogadores para a frente do gol de Servio. O meio-campistas de lado foram encarregados, principalmente, de marcar os laterais gremistas e os volantes e laterais da equipe local pouco pisaram no campo ofensivo. Quando recuperava a bola, a equipe de Gustavo Costas tratava de procurar o lado esquerdo e o habilidoso Merlini para tentar criar suas jogadas. Após sofrer o gol, o time se soltou ao ataque e deixou espaço.

O jogo do Grêmio: O caminho era o lado

Renato Gaúcho tinha nos lados do campo o caminho para buscar o gol. Com Pepê, pela esquerda, e Luiz Fernando, pela direita, o time gaúcho criou duas boas oportunidades ainda no primeiro tempo. A ideia da equipe sempre foi proporcionar confrontos pessoais entre os rápidos atacantes com laterais e zagueiros do Guarani-PAR. Porém, esbarrou na dobra de marcação e na conduta recuada do rival, tornando a meta um alvo quase inalcançável no início da partida. Mas no segundo tempo, insistindo pelos lados, Pepê colocou Jean Pyerre em condições de abrir caminho para o resultado. Pepê, em um contra-ataque, definiu o jogo.

Renato Gaúcho iguala Oswaldo Rolla em marco histórico

Renato Gaúcho chegou a 383 jogos no comando do Grêmio. A marca iguala Oswaldo Rolla, o Foguinho, como técnico com mais jogos pelo clube. Portaluppi conquistou sete títulos pelo Tricolor como treinador: a Copa do Brasil de 2016, a Libertadores de 2017, a Recopa e o Gauchão em 2018, a Recopa Gaúcha e o Gauchão em 2019 e Gauchão de 2020.

FICHA TÉCNICA:
GUARANI-PAR 0 X 2 GRÊMIO

Data: 26/11/2020 (Quinta-feira)
Local: estádio Defensores Del Chaco, em Assunção, Paraguai
Árbitro: Guillermo Guerrero
Auxiliares: Christian Lescano e Byron Romero
VAR: Daniel Fedorczuk
Cartões amarelos: Benítez, Morel (GUA); Matheus Henrique, Diogo Barbosa, Geromel (GRE);
Cartões vermelhos: Morel (GUA);
Gols: Jean Pyerre, do Grêmio, aos 12 minutos do segundo tempo; Pepê, do Grêmio, aos 40 minutos do segundo tempo;

GUARANI-PAR
Servio; Tripichio, Romaña, Javi Baez e Miguel Benítez; Fernandez Cedres, Morel, Florentin (Redes), Merlini (Maná) e Cecilio Domínguez; Fernando Fernández (Bobadilla).
Técnico: Gustavo Costas

GRÊMIO
Vanderlei; Victor Ferraz, David Braz, Geromel e Diogo Barbosa; Darlan (Rodrigues), Matheus Henrique (Lucas Silva), Luiz Fernando (Everton), Jean Pyerre (Pinares) e Pepê; Diego Souza (Diego Churín).
Técnico: Renato Gaúcho