PUBLICIDADE
Topo

Eliminatórias Sul-Americanas

Imprensa argentina reclama de árbitro brasileiro após gol anulado de Messi

"Olé" destacou a interferência da arbitragem brasileira no empate entre Argentina e Paraguai - Reprodução
'Olé' destacou a interferência da arbitragem brasileira no empate entre Argentina e Paraguai Imagem: Reprodução

Do UOL, em São Paulo

12/11/2020 23h52

Classificação e Jogos

Torcedores e imprensa da Argentina não aceitaram a anulação do gol de Lionel Messi que daria a virada para os argentinos contra o Paraguai na Bombonera na noite de hoje. O árbitro brasileiro Raphael Claus foi chamado pelo VAR para analisar uma falta no início da jogada e não validou gol de Messi, definindo o empate por 1 a 1 pelas Eliminatórias Sul-Americanas da Copa do Mundo de 2022.

A capa da versão online do Olé trazia a seguinte manchete: "Um grito sufocado (por um brasileiro)". Em outra chamada, "Loucura: VAR e gol anulado por uma falta 27 segundos antes", destacou o jornal argentino Olé.

O lance aconteceu aos 12 minutos do segundo tempo, Messi recebeu de Lo Celso dentro da área e virou o jogo. Mas o árbitro de vídeo chamou o árbitro brasileiro para analisar uma falta no começo da jogada. Claus foi ao VAR e anulou o gol de Messi.

"27 segundos e nove toques se passaram. De Nico González na parte esquerda, no meio, à definição de Messi após o passe de Lo Celso para a primorosa definição de esquerda do 10. Grito da Argentina contra o Paraguai, montanha de alegria. Era o 2 a 1 para desbloquear um jogo quente e todos foram para o centro do campo. Mas... Era o gol da vitória, mas a partida terminou 1 a 1. Uma injustiça", escreveu o Olé.

O jornal lembrou que a bola passou por Ocampos (duas vezes), Otamendi, Martínez Quarta, Messi (duas vezes), Nico González e Lo Celso antes do gol.

O Clarín também lamentou o gol anulado pelo VAR. "Gritou. Festejou. Foi um golaço... Não valeu. A melhor jogada da Seleção Argentina na Bombonera terminou bem definida por Lionel Messi, mas a pedido do VAR foi cancelada por falta anterior".

Apesar do resultado, a Argentina lidera as Eliminatórias Sul-Americanas para a Copa do Mundo de 2022 com 7 pontos, mas perdeu os 100% de aproveitamento após três rodadas.