PUBLICIDADE
Topo

Futebol

TST aceita recurso da CBF e confirma realização de Palmeiras x Flamengo

Flamengo tentou adiar partida com o Palmeiras, mas TST cassou liminares favoráveis à suspensão do jogo - RODRIGO BUENDIA / POOL / AFP
Flamengo tentou adiar partida com o Palmeiras, mas TST cassou liminares favoráveis à suspensão do jogo Imagem: RODRIGO BUENDIA / POOL / AFP

Pedro Ivo Almeida e Pedro Lopes

Do UOL, em São Paulo

27/09/2020 15h54

Classificação e Jogos

A partida entre Palmeiras e Flamengo, no Allianz Parque, pelo Campeonato Brasileiro, vai acontecer hoje. Em reviravolta de última hora, o Tribunal Superior do Trabalho (TST) aceitou um pedido da CBF e reverteu decisões do Tribunal Regional do Trabalho do Rio de Janeiro (TRT-RJ) que haviam decretado o adiamento do jogo. Os dois times estão no estádio, mas a partida, inicialmente marcada para as 16h, começará com atraso.

A decisão do TST alcança de uma só vez as duas liminares do TRT-RJ que tinham suspendido a partida. As duas ações foram pedidas por sindicatos: a primeira pelo Sindeclubes (Sindicato dos Empregados em Clubes, Federações e Confederações Esportivas e Atletas Profissionais do Estado do Rio de Janeiro), a segunda pelo Saferj (Sindicato dos Atletas de Futebol do Estado do Rio Janeiro). Esta segunda, aliás, havia proibido o Flamengo de jogar, viajar e treinar por 15 dias.

O principal argumento da decisão que libera a realização do confronto é territorial: uma vez que a partida é em São Paulo, o Tribunal Regional do Trabalho do Rio de Janeiro não teria, segundo o ministro Vieira de Mello Filho, competência e jurisdição para determinar a suspensão.

Com um surto de coronavírus que afeta mais de 40 pessoas no clube, inclusive 19 jogadores, o Flamengo tentou duas vezes adiar a partida no Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD), sem sucesso. O jogo só foi adiado pela Justiça comum, após os pedidos dos sindicatos — o Sindeclubes, inclusive, é presidido por um funcionário do Rubro-Negro.

O tempo todo, a CBF manteve a luta jurídica para reverter as decisões do TRT-RJ e manter a realização da partida para hoje. Após ter pedido de julgamento de competência negado pelo Superior Tribunal de Justiça, a confederação enfim obteve sucesso com o recurso ao TST, que cassou as liminares a poucos minutos do horário marcado para o início do jogo.

Futebol