PUBLICIDADE
Topo

Palmeiras

Gabbardo critica aglomeração no Palmeiras: 'Assim não se combate a doença'

Torcedores se aglomeraram no dia da final do Campeonato Paulista entre Palmeiras e Corinthians - THIAGO BERNARDES/FRAMEPHOTO/FRAMEPHOTO/ESTADÃO CONTEÚDO
Torcedores se aglomeraram no dia da final do Campeonato Paulista entre Palmeiras e Corinthians Imagem: THIAGO BERNARDES/FRAMEPHOTO/FRAMEPHOTO/ESTADÃO CONTEÚDO

Do UOL, em São Paulo

10/08/2020 18h19

Classificação e Jogos

João Gabbardo, coordenador executivo do Centro de Contingência Contra a Covid-19 em São Paulo, criticou a aglomeração de torcedores do Palmeiras nos arredores do Allianz Parque durante a final que garantiu a conquista do Campeonato Paulista ao time alviverde, no último sábado (8).

De acordo com Gabbardo, as diferentes opiniões sobre as medidas para conter o novo coronavírus contribuíram para a festa dos palmeirenses, que celebraram o título do lado de fora do estádio, já que a partida não teve a presença de torcida.

"O que a gente tem para discutir são as posições de como enfrentar a pandemia. Temos um núcleo de profissionais da área da saúde que passaram dizendo que temos que reduzir a transmissibilidade da doença. A gente também teve pessoas, um grupo muito menor, com muita capacidade de comunicação, principalmente nas redes sociais, dando mensagem diferente da população, de que o vírus ia passar de qualquer maneira, de que não adianta fazer distanciamento social. Isso é o mais importante. Uma dificuldade para a população entender qual era o melhor comportamento. Seguir a área da saúde, governadores que recomendam as medidas de distanciamento ou devo atender as recomendações de que isso não vai ter influência na evolução doença?", questionou em entrevista à CNN.

"Em São Paulo, a gente trabalhou bastante o regramento dos jogos de futebol, sem torcida. A gente viu, no jogo de sábado, as pessoas se aglomerando fora do estádio, depois do jogo, sem máscara e possibilitando a transmissão da doença. A pessoa deve entender que, enquanto agirmos dessa maneira, não vamos estar combatendo a doença, pelo contrário", declarou Gabbardo.

Palmeiras