PUBLICIDADE
Topo

Palmeiras

Luxemburgo blinda Patrick de Paula: "Falam em Pogba, mas poderia Pogb..."

Jovem Patrick de Paula comemora o gol decisivo do Palmeiras na decisão contra o Corinthians - WILIAN OLIVEIRA/FUTURA PRESS/FUTURA PRESS/ESTADÃO CONTEÚDO
Jovem Patrick de Paula comemora o gol decisivo do Palmeiras na decisão contra o Corinthians Imagem: WILIAN OLIVEIRA/FUTURA PRESS/FUTURA PRESS/ESTADÃO CONTEÚDO

Thiago Ferri

Do UOL, em São Paulo

10/08/2020 14h24

Classificação e Jogos

Autor do gol de pênalti que garantiu o título paulista do Palmeiras contra o Corinthians, Patrick de Paula vive momentos de glória aos 20 anos de idade. Vanderlei Luxemburgo, porém, já pensa em blindar o garoto, que foi comparado de forma bem-humorada com Paul Pogba, meio-campista francês do Manchester United (ING). Segundo o treinador, o apelido poderia ser negativo, caso o time não fosse campeão no sábado.

"Está acontecendo o que acontece no futebol brasileiro. Estão colocando como Pogba, Patrick Vieira... e ele é só o Patrick. E se ele não conseguir jogar como vocês estão falando, vai tomar porrada de vocês. As informações dele no sub-20 eram maravilhosas, cometeu erros que vocês não falaram, porque ganhamos, mas poderia ter uma discussão diferente se o resultado fosse outro. Vocês estão falando em Pogba, mas poderia ser 'Pogb...'. Tem que colocar o pé no chão, saber que estava há dois anos jogando futebol de favela. Sem comparação com ninguém, para buscar o espaço dele", avisou o técnico.

Promovido ao profissional nesta temporada, Patrick de Paula assumiu a titularidade do Palmeiras depois da pausa por conta do coronavírus e se firmou. Ele faz parceria no meio-campo com Gabriel Menino, outro garoto que veio do sub-20 e chama a atenção pela desenvoltura em campo. Na final de sábado, enquanto o camisa 5 ficou até o fim e bateu o decisivo pênalti da decisão, Menino saiu no intervalo por decisão de Luxa.

"Foi opção tática, ele estava bem tecnicamente, mas não estava como eu queria taticamente. Tinha um rombo no meio-campo, um espaço grande e tinha de fechar. Não foi por que o Gabriel Menino estava mal, eu achava que tinha de ter uma mudança tática. Tem de usar os garotos devagar. Se usar fora do momento certo, vai queimar. Ele botou a cara para jogar, mostrou que pode continuar, vai virar titular. Como aconteceu com o Patrick, com o Gabriel Menino. Todos vão ter oportunidade com certeza", avisou.

Além dos dois meio-campistas, o elenco do Palmeiras tem outros atletas promovidos neste ano das categorias de base: Esteves, Alan, Wesley, Angulo, Gabriel Silva e Gabriel Veron.

Palmeiras