PUBLICIDADE
Topo
Comprar ingresso
Comprar ingresso

Corinthians tem R$ 22 mil bloqueados em ação de agente de Juninho Capixaba

Juninho Capixaba em treino do Corinthians realizado no CT Joaquim Grava em 2018 - Daniel Augusto Jr. / Ag. Corinthians
Juninho Capixaba em treino do Corinthians realizado no CT Joaquim Grava em 2018 Imagem: Daniel Augusto Jr. / Ag. Corinthians

Bruno Thadeu

Colaboração para o UOL Esporte, em São Paulo

10/07/2020 04h00

A Justiça de São Paulo bloqueou R$ 22,6 mil de uma conta do Corinthians. O clube atrasou o pagamento de uma parcela de acordo judicial feito no início do ano com o empresário Adriano Spadoto, que moveu processo contra o time paulista.

Spadoto é sócio da Adriano Sports e gerencia a carreira do lateral esquerdo Juninho Capixaba, que defendeu o Corinthians em 2018 e que atualmente integra o elenco do Bahia.

A sentença que determinou o bloqueio do valor foi apresentada nesta quinta-feira pelo Tribunal de Justiça de São Paulo. A quantia será transferida para o autor da ação.

Spadoto acionou o Corinthians em 2019 ao alegar que sua empresa não havia recebido R$ 210 mil referente a direitos de imagem de Juninho Capixaba.

Documento - Reprodução - Reprodução
Imagem: Reprodução

Em janeiro de 2020, a diretoria alvinegra homologou acordo judicial com a empresa se comprometendo a pagar R$ 220 mil em dez prestações de R$ 22 mil.

O parcelamento começaria em março e terminaria em dezembro de 2020. No entanto, a empresa comunicou ao Tribunal que o Corinthians não quitou a parcela de maio.

Em 10 de junho, o juiz Luiz Fernando Nardelli, da 3ª Vara Cível de São Paulo, determinou o rastreamento de ativos do clube para bloqueio do valor em aberto. A Justiça encontrou R$ 22,6 mil em uma das contas do clube, retendo a quantia.

O UOL Esporte entrou em contato com a assessoria de comunicação do Corinthians e com o jurídico da Adriano Sports, mas não obteve resposta até o fechamento desta matéria.

Corinthians