PUBLICIDADE
Topo

Muller critica Bayern por querer contratações caras após corte de salários

Thomas Muller renovou contrato com o Bayern de Munique até 2023 recentemente - Divulgação
Thomas Muller renovou contrato com o Bayern de Munique até 2023 recentemente Imagem: Divulgação

Do UOL, em São Paulo

15/06/2020 07h47

O atacante Thomas Muller, do Bayern de Munique, demonstrou insatisfação no final de semana com a intenção de o clube fazer contratações caras em um momento de preocupação com o impacto financeiro provocado pela pandemia do novo coronavírus.

Em entrevista para a Sky Sports, Muller lembrou a recente redução de salários dos jogadores para dizer que achava contraditório as notícias de que o clube pode investir pesado na janela de transferências.

"Algo paradoxal que não se pare de falar em transferências quando, ao mesmo tempo, os salários estão sendo cortados", disse.

A declaração gerou resposta do diretor-esportivo Hasan Salihamidzic. "Ele escolheu o caminho errado com as palavras que teve. Conversamos no dia seguinte, disse que não estava correto e ele compreendeu, é um homem bastante inteligente", disse.

Diante da polêmica, Muller tentou amenizar a repercussão e disse ter sido mal interpretado. "No Bayern não existe uma disputa interna sobre a renúncia de salário em relação a possíveis transferências. Renunciamos ao nosso salário por razões completamente diferentes, a saber, para nossos funcionários", disse.

Em abril, os jogadores do Bayern anunciaram que iriam abrir mão de 20% dos salários em razão dos efeitos da pandemia. Em maio, a atitude foi renovada até o final da temporada, mas sem a informação do percentual de redução.

Já o Bayern de Munique, por meio de sua diretoria, avisou que buscará ao menos uma grande contratação para a próxima temporada.

Bayern de Munique