PUBLICIDADE
Topo

Muriel assume liderança no Fluminense, mas oscila dentro de campo

Muriel virou um dos líderes do elenco do Fluminense, mas oscilou em alguns jogos no Carioca - Lucas Merçon/Fluminense FC
Muriel virou um dos líderes do elenco do Fluminense, mas oscilou em alguns jogos no Carioca Imagem: Lucas Merçon/Fluminense FC

Do UOL, no Rio de Janeiro

29/03/2020 04h00

Após uma grande temporada em 2019, Muriel se consolidou como um dos líderes do elenco. Porém, o bom desempenho que o alçou a um dos destaques do time no ano passado não tem se repetido em campo. O goleiro tem oscilado debaixo das traves, a ponto de ser ligado o sinal de alerta no Fluminense.

Ao mesmo tempo em que foi eleito o melhor goleiro da rodada em jogos do Campeonato Carioca, Muriel também teve atuações questionadas como na derrota para o Flamengo, pela semifinal da Taça Guanabara. Na oportunidade, dois dos três gols do Rubro-Negro foram considerados defensáveis.

Apesar disso, a confiança da diretoria do Fluminense em Muriel segue inabalável. O goleiro é visto também como uma liderança técnica. A expectativa é que a regularidade voltará, superando falhas consideradas falhas pontuais.

O goleiro, inclusive, foi convocado pela diretoria para fazer parte da homenagem feita ao ídolo Carlos Castilho —uma placa foi colocada no centro de treinamento do clube. O atual jogador do Tricolor diz ter ficado emocionado com o convite.

A liderança de Muriel ocorre também diante do grupo. Segundo apuração do UOL Esporte, o goleiro tem voz ativa no elenco e já até mesmo mediou alguns problemas mesmo com pouco tempo de casa. Ele é considerado pelos companheiros como alguém justo e que consegue trocar ideia em termos de igualdade com a diretoria.

Nas férias, inclusive, o goleiro tem sido uma espécie de exemplo para o grupo. Ele veicula vários vídeos realizando treinamentos em sua casa para se manter em forma. Os jogadores do Fluminense ganharam férias até o dia 20 de abril, mas seguem a rotina de exercícios para voltarem a atuar após a paralisação por conta do coronavirus.

Fluminense