PUBLICIDADE
Topo

Inter viaja só uma vez e terá seis jogos seguidos em Porto Alegre em março

Eduardo Coudet terá mais tempo para comandar o Inter em treinamentos sem longas viagens - Ricardo Duarte/Inter
Eduardo Coudet terá mais tempo para comandar o Inter em treinamentos sem longas viagens Imagem: Ricardo Duarte/Inter

Marinho Saldanha

Do UOL, em Porto Alegre

28/02/2020 12h00

Resumo da notícia

  • Depois de sofrer com longas viagens no início do ano, o Colorado ganhará folga em março.
  • Serão seis jogos seguidos em Porto Alegre e apenas um deslocamento - curto - ao longo do mês.
  • Sem desgaste de longos deslocamentos, Eduardo Coudet terá mais tempo de trabalhar sua equipe.
Classificação e Jogos

O Inter sofreu com longas viagens até agora. Com pouco mais de um mês de temporada, o Colorado esteve no Chile e na Colômbia pela Libertadores, e fez os deslocamentos mais longos que terá no Gauchão até Erechim e Ijuí. Mas depois da turbulência, março significará tranquilidade.

O terceiro mês do ano apresenta uma realidade totalmente diferente. O Colorado terá apenas uma viagem, com uma sequência de seis jogos em Porto Alegre entre a competição regional e a continental.

Depois de fechar fevereiro com a viagem a Caxias do Sul para o duelo com o Caxias, neste sábado, às 19h (de Brasília), a série de compromissos na capital gaúcha começa no dia 3, com a primeira rodada da fase de grupos da Libertadores contra a Universidad Católica.

Depois são jogos contra Brasil de Pelotas (Beira-Rio), Grêmio (Arena), São José (Passo D'Areia), América de Cali (Beira-Rio) e Grêmio (Beira-Rio) novamente. Seis duelos seguidos sem precisar viajar.

O único deslocamento do mês ocorrerá no dia 25, quando a equipe de Eduardo Coudet encara o Esportivo, em Bento Gonçalves. E se trata de uma viagem curta, de poucas horas e que pode ser feita de ônibus.

"O futebol brasileiro é difícil, nunca passei por isso na Argentina. Aqui se arranca de uma pré-temporada para jogar a cada dois dias. Daí é preciso dividir o trabalho, dividir o grupo, ver quem se adapta melhor à competição. Às vezes nem todos estão neste processo de se sentir bem depois da pré-temporada. Alguns demoram mais do que outros para assimilar o trabalho, normalmente os jovens assimilam mais rápido. Em linhas gerais, superamos esta dificuldade e fizemos o que tínhamos que fazer, que era ganhar. Mas certamente temos muito a evoluir, com tempo, que poderemos ter mais adiante", disse o técnico Eduardo Coudet.

Não viajar é um alento enquanto é inevitável viver com a sequência de partidas. Serão jogos em meio e fim de semana sempre, entre Libertadores e Gauchão.

"Todos serão importantes ao longo dos jogos. Temos que estar prontos e percebo o grupo bastante disposto a assimilar o mais rápido possível o que o treinador quer passar. Conseguimos nosso objetivo de estar na fase de grupos da Libertadores, e vamos seguir crescendo", completou o volante Musto.

Não ter períodos em aviões e aeroportos, sobrará mais tempo para Coudet comandar treinamentos e seguir firmando suas ideias no time. Além de evitar o reflexo que horas de voo e aeroportos trazem aos atletas.

O Internacional encerra preparação para o duelo que abre o returno do Gauchão hoje (28), em atividade no Parque Gigante. A equipe utilizada deve ser reserva com grande chance para estreia de Gustagol.

Internacional